PUBLICIDADE

Relembre jogo em que Brasil de D. Alves derrotou Espanha de Iniesta

29 jun 2013 - 11h12
(atualizado às 11h12)
Ver comentários
Publicidade
<p>Sub-20 do Brasil contava com Daniel Alves e Jefferson entre os que estão na C. das Confederações</p>
Sub-20 do Brasil contava com Daniel Alves e Jefferson entre os que estão na C. das Confederações
Foto: AFP

A seleção espanhola chega para a partida deste domingo diante do Brasil, no Maracanã, como franca favorita a levar o título da Copa das Confederações, principalmente pela hegemonia conquistada ao longo dos últimos anos na Europa e no mundo (com os títulos da Euro 2008 e 2012, além da Copa do Mundo de 2010). Mas parte dessa geração espanhola não viu essa hegemonia acontecer quando ainda estava nas categorias de base, em 2003. Naquela ocasião, Seleções Brasileiras sub-17 e sub-20 derrotaram equipes espanholas nas finais, que contavam com nomes como Fábregas e Iniesta.

Confira todos os vídeos da Copa das Confederações

O título mais expressivo e que conta com uma geração de nomes de relevância no futebol brasileiro foi conquistado pela equipe sub-20. Dirigida por Marcos Paquetá, a equipe tinha em seu elenco dois jogadores que disputam a Copa das Confederações pelo Brasil: o goleiro Jefferson (na época defendendo o Cruzeiro) e o lateral Daniel Alves (que estava prestes a começar sua passagem pela Europa no Sevilla).

<p>Iniesta era a principal estrela da equipe espanhola que acabou derrotada pelo Brasil no Mundial Sub-20</p>
Iniesta era a principal estrela da equipe espanhola que acabou derrotada pelo Brasil no Mundial Sub-20
Foto: AFP

Além dos dois, outros jogadores que tiveram importância em equipes nacionais e internacionais também estavam naquele time como o lateral-esquerdo Adriano, o volante Dudu Cearense, os meias Fernandinho e Andrezinho, além dos atacantes Nilmar, Kléber e Dagoberto. Já a Espanha contava "apenas" com o jogador que fez o gol do título mundial em 2010: Andrés Iniesta.

Após uma primeira fase ruim, terminando em segundo lugar em seu grupo atrás da Austrália, a equipe brasileiro fez uma reta final de competição muito boa, eliminando a Eslováquia nas oitavas, atropelando o Japão nas quartas (com vitória por 5 a 1) e vencendo na semifinal a rival Argentina, que contava com jogadores como Zabaleta, Mascherano, Montillo e Tevez.

Escalações de Espanha 0 x 1 Brasil no Mundial Sub-20 em 2003
Espanha: Riesgo, Bouzón, Melli, Carlos Garcia e Peña; Vitolo, Gabi (Manu), Juanfran e Iniesta; Pina (Gavilan) e Sergio García
Brasil: Jefferson, Daniel Alves, Alcides, Adaílton e Adriano; Jardel, Dudu Cearense, Juninho (Fernandinho) e Daniel Carvalho (Andrezinho); Kléber e Nilmar (Dagoberto)

Na grande decisão nos Emirados Árabes Unidos, o grupo encarou a Espanha de Iniesta. Aproveitando a expulsão de Melli aos 4min do primeiro tempo, o Brasil teve um certo domínio do jogo, mas acabou garantindo a vitória somente no final da partida, com um gol de Fernandinho (atualmente no Shakhtar Donetsk) aos 42min do segundo tempo.

Sub-17 também vence Espanha em 2003

Outro time de base do Brasil que também derrotou os espanhóis naquele ano foi o da sub-17. Também dirigidos por Marcos Paquetá, os brasileiros não contavam com nenhum jogador que está disputando a Copa das Confederações deste ano. O que chegou mais perto disso foi o volante Arouca, convocado por Felipão na sua reestreia na Seleção Brasileira, no empate com a Inglaterra.

David Silva luta por bola na final do Mundial Sub-17 de 2003, que terminou com vitória do Brasil
David Silva luta por bola na final do Mundial Sub-17 de 2003, que terminou com vitória do Brasil
Foto: AFP

Outros jogadores mais conhecidos daquele time foram Ederson, atacante da Lazio que chegou a ser convocado por Mano Menezes, e Abuda, atacante com passagens por Corinthians e Vasco. Já a Espanha, apesar da derrota, revelou atletas que fizeram mais sucesso no futebol mundial com aquela geração como Fábregas e David Silva (ambos defendendo a equipe na Copa das Confederações deste ano), além do centroavante Llorente.

Na final em 2003, realizada em Helsinque (Finlândia), a equipe sub-17 do Brasil venceu, assim como a sub-20, por 1 a 0, com gol de cabeça marcado pelo zagueiro Leonardo, que defendeu o Santos e o Shakhtar Donetsk.

Troco da Espanha veio em 2007

A vingança espanhola sobre o Brasil no Mundial Sub-20 viria quatro anos mais tarde, em partida que contou com alguns dos protagonistas da decisão deste domingo no Maracanã. Em 2007, a rival levou a melhor sobre a Seleção Brasileira nas oitavas de final, com vitória por 4 a 2, na prorrogação. Os espanhóis contavam com o zagueiro Piqué e o meia Juan Mata no time titular. O defensor, inclusive, foi autor do primeiro gol de sua equipe.

Naquela oportunidade, três jogadores que disputam a Copa das Confederações pelo time de Luiz Felipe Scolari estavam naquele grupo: o lateral Marcelo, o zagueiro David Luiz e o atacante Jô. A equipe ainda contava com outros atletas que vem fazendo sucesso como os goleiros Cássio (Corinthians) e Muriel (Inter), os meias Renato Augusto (Corinthians) e Willian (Anzhi), além dos atacantes Alexandre Pato (Corinthians) e Luiz Adriano (Shakhtar).

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade