PUBLICIDADE

Veja dez estrangeiros que fizeram sucesso no futebol do País

15 nov 2012 01h24
Publicidade

O futebol pentacampeão mundial cada vez mais abre as portas para jogadores estrangeiros. A valorização do real atrai atletas de países vizinhos, como Argentina, Uruguai, Paraguai, Chile, Colômbia etc. São vários os casos de gringos que conquistaram torcedores brasileiros. Veja abaixo dez exemplos:

Pouco valorizado na Argentina, Conca foi eleito o melhor jogador do Brasileiro de 2010, pelo Flu
Pouco valorizado na Argentina, Conca foi eleito o melhor jogador do Brasileiro de 2010, pelo Flu
Foto: Getty Images



Petkovic

O sérvio é o caso mais bem-sucedido de europeu que triunfou nos campos brasileiros. Revelado na antiga Iugoslávia, na década de 1998, Petkovic chegou ao Brasil em 1997 para defender o Vitória, depois uma passagem apagada pelo Real Madrid. Virou ídolo no time baiano, mas a equipe que o consagrou foi o Flamengo, onde foi decisivo no título estadual de 2001, quando marcou um golaço de falta contra o Vasco no último minuto, e na conquista do Brasileiro de 2009.



Conca

Revelado pelo River Plate, Darío Conca ganhou destaque no futebol carioca. Chegou ao Brasil para defender o Vasco em 2007, mas a equipe da Colina não conseguiu contratá-lo em definitivo. O Fluminense entrou em cena e ficou com o argentino habilidoso, peça fundamental no título brasileiro de 2010, quando foi eleito o craque do campeonato pelo CBF. Atualmente no futebol da China, Conca frequentemente desperta o interesse de equipes brasileiras, sinal de que fez sucesso por aqui.



Tevez

Destaque do Boca Juniors na conquista da Libertadores de 2003, Tevez foi contratado pelo Corinthians por US$ 20 milhões, na maior transação da história do futebol sul-americano. E não decepcionou. Marcou 46 gols em 78 jogos e se tornou-se ídolo da Fiel. Foi o principal nome da conquista do Brasileiro de 2005, quando acabou eleito o melhor jogador do campeonato pela CBF.



Darío Pereyra

O uruguaio chegou ao São Paulo em 1977 para ser o camisa 10, posto que ocupava na seleção de seu país. Não deu certo na posição e acabou sendo deslocado para a defesa, onde se tornou um dos maiores zagueiros da história do clube. Conquistou seis títulos no Tricolor (quatro paulistas e dois brasileiros) e virou ídolo, assim como seus compatriotas Pedro Rocha e, posteriormente, Lugano.



Rodolfo Rodriguez

Destaque como goleiro da seleção do Uruguai, Rodolfo Rodrigues foi contratado pelo Santos em 1984 por US$ 120 mil, valor considerado alto na época, mas o rei Pelé ofereceu um empréstimo ao clube. Com defesas incríveis, como numa sequência de chutes de dentro da área numa partida contra o América-SP ¿ o lance entrou para a história -, o camisa 1 uruguaio virou ídolo dos santistas e conquistou o Paulista de 1984.



Elias Figueroa

Elias Figueroa é o jogador chileno que mais fez sucesso no Brasil. Mais do que isso, é considerado um dos maiores defensores da história do futebol (foi eleito o melhor zagueiro da Copa de 1974), sem nunca ter sido expulso ao longo de sua carreira. Chegou ao Internacional em 1971, onde disputou 336 partidas e anotou 26 gols, número alto para um zagueiro. Foi hexacampeão gaúcho e bicampeão brasileiro. Enfrentou o rival Grêmio 17 vezes, tendo perdido apenas uma vez.



Rincón

Um dos destaques da seleção da Colômbia que encantou os torcedores na década de 1990, Freddy Rincón foi contratado pelo Palmeiras em 1993, onde foi campeão paulista e brasileiro como meia. Mas o grande momento do colombiano foi vestindo a camisa do Corinthians, quando passou a atuar como volante. No Timão conquistou dois brasileiros e foi o capitão no título do Mundial de Clubes da Fifa de 2000.



Hugo de León

O uruguaio começou a cair no gosto dos gremistas antes mesmo de defender o clube, quando era zagueiro do Nacional, de Montevidéu, e anulou Falcão na final da Libertadores de 1980. Chegou ao Grêmio logo em seguida e virou peça-chave nas conquistas do Brasileiro de 1981 e da Libertadores e do Mundial em 1983. Atuou ainda por Corinthians, Santos e Botafogo.



Gamarra

Zagueiro clássico, que quase não cometia faltas, Gamarra começou a aparecer no futebol brasileiro com a camisa do Internacional, onde foi campeão gaúcho em 1997. Depois de uma breve passagem pelo Benfica, retornou, desta vez para defender o Corinthians. Virou ídolo do time paulista e conquistou o Brasileiro de 1998 e o Paulista de 99, antes de se transferir novamente para a Europa. Atuou ainda por Flamengo e Palmeiras.



Montillo

O meia argentino rodou por clubes de menor expressão do seu país, como o San Lorenzo, porém sem chamar muito a atenção dos torcedores. Foi ganhar destaque apenas no futebol chileno e acabou contratado pelo Cruzeiro. Virou o principal jogador do clube mineiro nos últimos anos, ganhando prêmios, como a Bola de Prata da Placar, e entrou na mira de outros times, como o Corinthians. Entretanto, os cruzeirenses fizeram de tudo para segurá-lo.



Quer saber mais sobre a Copa Coca-Cola?

Então, clique aqui

e confira

Fonte: PrimaPagina
Publicidade