PUBLICIDADE

Vasco vence o CRB em São Januário e alivia a pressão

Foi a primeira vitória do Vasco em São Januário na Série B, depois de duas derrotas (para Operário e Avaí)

19 jun 2021 18h56
| atualizado às 19h04
ver comentários
Publicidade

O Vasco aliviou a pressão, mas ainda sem convencer, mesmo com um placar "largo". A vitória sobre o CRB, neste sábado, por 3 a 0, em São Januário, pela quinta rodada da Série B, pelo menos afasta um pouco o cenário de crise do time.

O jogador German Cano do Vasco comemora gol durante a partida entre Vasco e CRB, válida pela Série B do Campeonato Brasileiro no estádio São Januário no Rio de Janeiro, RJ. neste sábado (19).
O jogador German Cano do Vasco comemora gol durante a partida entre Vasco e CRB, válida pela Série B do Campeonato Brasileiro no estádio São Januário no Rio de Janeiro, RJ. neste sábado (19).
Foto: Dhavid Normando / Futura Press

Foi a primeira vitória do Vasco em São Januário na Série B, depois de duas derrotas (para Operário e Avaí). A atuação não convenceu, apesar do placar. O time do Marcelo Cabo apresentou dificuldades ofensivas e até mesmo de lentidão para atacar, com pouco volume, e ainda levou duas bolas na trave. Mas deslanchou no fim.

Agora, o Vasco tem sete pontos e está na sétima colocação, no momento. O CRB também tem sete pontos e está em sexto lugar. Na próxima rodada, o time vencedor tem um duelo de peso na Série B e visita o Cruzeiro, nesta quinta-feira, às 21h30 (horário de Brasília), no Mineirão. Já o CRB recebe o Brasil de Pelotas, nesta terça-feira, às 21h30 (de Brasília), no Rei Pelé.

O técnico Marcelo Cabo optou por um Vasco bem modificado. Riquelme, Leandro Castán, Ernando, Romulo, Bruno Gomes, MT e Morato foram as novidades em relação ao último jogo. O comandante ainda teve o desfalque de Vanderlei. O goleiro testou positivo para covid-19 e foi substituído por Lucão.

O jogo era truncado e ruim tecnicamente. A grande chance, então, surgiu de um vacilo. Cano, aos 20 minutos, roubou a bola de Frazan e avançou. O centroavante tentou de cavadinha, mas viu Diogo Silva defender. Depois, o goleiro espalmou um chute de fora da área de MT.

Mesmo sem jogar bem, o Vasco conseguiu abrir o placar no fim do primeiro tempo. Após cobrança de falta, Marquinhos Gabriel ficou com rebote e deu um balão para área. Cano mostrou oportunismo e, de cabeça, colocou no canto: 1 a 0, aos 44 minutos. Foi o primeiro gol do Gigante da Colina em São Januário nesta Série B.

O CRB assustou logo no começo do segundo tempo. Hyuri acertou a trave de Lucão, aos cinco minutos. O Vasco viu o adversário crescer e pouco ameaçava, sem conseguir ficar muito tempo com a bola. A trave salvou o clube carioca de novo. Após lançamento, Ewandro carimbou o poste.

Marcelo Cabo, que já havia colocado Galarza no lugar de MT, fez mais três mudanças de uma vez. Michel, Juninho e Léo Jabá entraram. Saíram Romulo, Bruno Gomes e Morato.

A sorte sorriu para o Vasco mais uma vez. Após contra-ataque, Léo Jabá ficou com rebote, após tentativa de corte da zaga, e ficou cara a cara com Diogo Silva. Ele chutou e fez 2 a 0, aos 39 minutos.

Ainda deu tempo de Cano acertar a trave. Quem ampliou foi Marquinhos Gabriel. Após jogada de Léo Jabá, Galarza ajeitou e o meia emendou com força: 3 a 0, aos 49 minutos. O Vasco faz as pazes com São Januário e alivia a pressão.

FICHA TÉCNICA

VASCO 3X0 CRB

Local: São Januário, Rio de Janeiro

Data: 19/06/2021, domingo

Horário: 16h30 (de Brasília)

Árbitro: Alisson Sidnei Furtado (TO)

Assistentes: Fábio Pereira (TO) e Fernando Gomes da Silva (TO)

Cartão amarelo: Leandro Castán, Morato e Galarza (Vasco) e Hyuri e Ewandro (CRB)

Gols:

Vasco: Cano, aos 44′ do 1ºT, Léo Jabá, aos 39′ do 2ºT, e Marquinhos Gabriel, aos 49′ do 2ºT

VASCO: Lucão; Zeca, Ernando, Leandro Castán e Riquelme (Andrey); Romulo (Michel), Bruno Gomes (Juninho), MT (Galarza) e Marquinhos Gabriel; Morato (Léo Jabá) e Cano.

Técnico: Marcelo Cabo.

CRB: Diogo Silva; Reginaldo Lopes, Gum, Frazan e Xandinho (Celsinho); Marthã (Renan Bressan), Jean Patrick, Diego Torres e Ewandro (Erik); Alisson Farias (Vitão) e Hyuri (Calyson).

Técnico: Allan Aal.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade