4 eventos ao vivo

São Paulo atropela o Goiás e assume a liderança do Brasileirão com um jogo a menos

3 dez 2020
21h12
atualizado às 21h57
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O São Paulo é o novo líder do Campeonato Brasileiro. Visitando o Goiás na noite desta quinta-feira, em partida que havia sido adiada e válida pela primeira rodada da competição, no estádio Hailé Pinheiro, em Goiânia, o time comandado por Fernando Diniz não desperdiçou a oportunidade de assumir a ponta da tabela e confirmou seu favoritismo diante do último colocado, saindo de campo com a vitória por 3 a 0, gols de Igor Gomes, Brenner e Hernanes.

Agora com 44 pontos, o São Paulo é o novo primeiro colocado do Brasileirão, abrindo dois tentos do vice-líder, Atlético-MG, que ainda tem uma partida a mais que o Tricolor. Na próxima quarta-feira, no Morumbi, Daniel Alves e companhia recebem o Botafogo, cumprindo sua última partida atrasada na competição.

O Goiás, por sua vez, segue seu martírio no Campeonato Brasileiro. Lanterna, com apenas 16 pontos, o time esmeraldino caminha a passos largos para o rebaixamento, algo que parece cada vez mais inevitável.

O jogo - O São Paulo não demorou para mostrar a que veio. Logo aos quatro minutos, Juanfran recebeu cruzamento na medida, dominou no meio da área, mas, na hora de arrematar, acabou "furando" a bola. Faltou o cacoete de centroavante. Pouco depois, aos 11, foi a vez de Brenner assustar o Goiás. O atacante recebeu na entrada da área e soltou a bomba, mas Tadeu fez a defesa.

Com o amplo domínio de jogo, o Tricolor apresentava um volume suficiente para abrir o placar. E foi exatamente isso o que aconteceu aos 19 minutos, quando Igor Gomes recebeu livre pela direita, dominou, ajeitou o corpo e bateu forte, cruzado, mandando no cantinho do Tadeu, que se esticou todo, mas não conseguiu evitar o gol são-paulino.

Apesar de estar em vantagem, o São Paulo não sossegou com 1 a 0 no placar e seguiu em cima do Goiás. Aos 23, Brenner novamente apareceu bem, experimentando de novo da entrada da área, mas viu a defesa fazer o desvio em uma bola que tinha destino certo: as redes. Reinaldo também teve chance de ampliar aos 31, quando cobrou falta direto para o gol, forçando Tadeu a espalmar para a linha de fundo.

Segundo tempo

O São Paulo voltou para a etapa complementar com o mesmo gás do primeiro tempo. Ciente da necessidade de não deixar a vitória escapar, o time comandado por Fernando Diniz quase ampliou logo no primeiro minuto, quando Brenner recebeu cruzamento rasteiro de Gabriel Sara, mas não conseguiu completar para o gol ao dar o carrinho. Mas, na segunda tentativa, aos três, o atacante foi mais feliz, estufando as redes para deixar o Tricolor mais confortável na partida.

O Goiás respondeu aos 11 minutos, quando Iago Mendonça aproveitou cruzamento para subir mais alto que a defesa são-paulina e mandar, de cabeça, rente à trave de Tiago Volpi. Mas, a partida era mesmo do São Paulo. Aos 13, os visitantes só não fizeram o terceiro porque Gabriel Sara errou a pontaria na cabeçada após cruzamento de Juanfran.

Brenner seguiu como principal ameaça ofensiva do São Paulo. Em dois minutos, o atacante perdeu duas grandes chances. Aos 28, ele recebeu livre, no segundo pau, e cabeceou para fora. Depois, pressionou o goleiro Tadeu em um recuo de bola e quase estufa as redes ao travar o chutão do adversário, mas a bola passou por cima do travessão. Só que o terceiro gol, pelo que o Tricolor vinha produzindo, era apenas questão de tempo. Aos 37 minutos, em contra-ataque, Vitor Bueno tocou para Tchê Tchê, que repassou para Hernanes chegar batendo e sacramentar a vitória são-paulina e a liderança do Brasileirão para a equipe de Fernando Diniz.

FICHA TÉCNICA

GOIÁS 0 X 3 SÃO PAULO

Local: estádio Hailé Pinheiro, em Goiânia (GO)

Data: 3 de dezembro de 2020, quinta-feira

Horário: 19h (de Brasília)

Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)

Assistentes: Jean Márcio dos Santos (RN) e Vinícius Melo de Lima (RN)

VAR: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN)

Gols: Igor Gomes, aos 19 do 1ºT, Brenner, aos 3 do 2ºT, e Hernanes, aos 37 do 2ºT (São Paulo)

Cartões amarelos: Iago Mendonça, Rodrigues, Keko (Goiás)

Cartão vermelho: Augusto César (comissão técnica do Goiás)

GOIÁS: Tadeu; Iago, Heron e Fábio Sanches; Ratinho, Gustavo Blanco, Ariel Cabral, Breno e Rodrigues; Keko e Fernandão.

Técnico: Glauber Ramos.

SÃO PAULO: Tiago Volpi; Juanfran (Igor Vinícius), Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Luan, Daniel Alves, Gabriel Sara (Tchê Tchê) e Igor Gomes (Vitor Bueno); Brenner (Pablo) e Luciano (Hernanes).

Técnico: Fernando Diniz.

Veja também:

Lionel Messi perde o posto de jogador mais valioso da La Liga
Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade