0

Em jogo épico na Vila Belmiro, Fla vira com 3 de Ronaldinho

27 jul 2011
23h44
atualizado em 28/7/2011 às 02h57
Diego Garcia
Direto de Santos

Histórico. Não há outro adjetivo para descrever o confronto desta quarta-feira entre Santos e Flamengo, na Vila Belmiro, em duelo válido pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. Em uma partida repleta de golaços, situações adversas e constrangedoras - vividas principalmente pelo meio-campista Elano -, um craque voltou a brilhar. Com três gols de Ronaldinho, que teve a melhor atuação desde o retorno ao País, o time rubro-negro derrotou o Santos pelo placar de 5 a 4 e voltou a incomodar os líderes da competição.

Dois dos candidatos ao título brasileiro nesta temporada, Santos e Flamengo realizaram um dos melhores jogos do futebol brasileiro nos últimos anos; certamente o melhor desta temporada. Somente na primeira etapa: Neymar marcou um gol de gênio; Elano passou uma situação extremamente constrangedora; o goleiro Felipe fez embaixadinhas e Ronaldinho relembrou os grandes momentos dos tempos de Europa com passes e dribles. Tais itens renderam aos torcedores seis gols, três para cada clube em 45 minutos.

O centroavante Borges, por duas vezes, e Neymar, com um gol antológico, colocaram o Santos em vantagem no primeiro tempo, aumentando a já grande festa do torcedor na Vila Belmiro. No entanto, Ronaldinho, Thiago Neves e Deivid, perto do fim, igualaram o marcador na noite desta quarta-feira. Tudo em apenas 45 minutos de partida.

Na segunda etapa, as equipes mantiveram o ritmo ofensivo, mas "diminuíram" a produção de gols; mas não em beleza. Neymar, com um toque preciso sobre Felipe, marcou o quarto para o Santos. Por outro lado, Ronaldinho, abusando de categoria e experiência, empatou, animando o time rubro-negro dentro de campo.

Duas vezes eleito o melhor jogador do mundo pela Fifa, Ronaldinho, no entanto, não terminou a brilhante atuação desta quarta-feira com a "malandragem" mostrada na cobrança da infração do quarto gol. Aos 35min, em contra-ataque puxado por Thiago Neves, o camisa 10 do Flamengo tocou com categoria no canto de Rafael e definiu a vitória do time carioca, que mantém a invencibilidade no Campeonato Brasileiro depois de 12 rodadas.

Com o resultado positivo conquistado fora de casa, o Flamengo chegou aos 24 pontos e diminuiu para apenas quatro a desvantagem em relação ao líder Corinthians, que venceu o Inter por 1 a 0 pela 12ª rodada, em duelo disputado no dia 14 de julho. Em contrapartida, o Santos, campeão da Libertadores neste ano, caiu para a 16ª posição, apenas uma acima da zona de rebaixamento, com 11 pontos.

Depois da épica vitória na Baixada Santista, o Flamengo volta a campo no próximo sábado, às 18h30 (de Brasília), quando terá pela frente o Grêmio, no Estádio do Engenhão, que acabou reaberto nesta semana após o final dos Jogos Mundiais Militares. O Santos, por sua vez, vai a Curitiba, onde enfrentará o Atlético-PR, às 18h30, no domingo.

O jogo

Poucas vezes testemunhou-se na história do Campeonato Brasileiro um espetáculo tão grande quanto o do primeiro tempo na Vila Belmiro. Os 45min iniciais foram divididos por um início espetacular do Santos e uma reação tão impressionante quanto por parte do Flamengo. Aos 4min, Elano descolou um lindo passe para Borges, que com oportunismo abriu o placar. Aos 16min, o camisa 9 aproveitou rebote de Neymar, e, praticamente sem goleiro, tocou para aumentar a diferença, dando uma amostra do que estava por vir.

O primeiro grande momento da etapa inicial surgiu dos pés de Neymar. Quando o relógio apontava 25min, o camisa 11 dominou na ponta esquerda e com um toque tirou Léo Moura e Willians. Em seguida, o atacante tabelou com Borges e saiu à frente de Ronaldo Angelim. Com um drible humilhante, o jovem atleta passou pelo zagueiro flamenguista e finalizou com categoria para aumentar a vantagem do Santos, para festa do público na Vila Belmiro.

Aparentemente assegurada, a vitória santista, no entanto, acabou minada ainda na primeira etapa. Aos 28min, Ronaldinho aproveitou cruzamento de Luiz Antônio e diminuiu. Três minutos depois, Léo Moura foi à linha de fundo e cruzou na medida para Thiago Neves marcar o segundo, abrindo um enorme precedente para a mudança do panorama da partida.

Cenário, este, que poderia ser terminado na sequência por Elano. Aos 41min, Neymar sofreu pênalti e deu a bola para o meio-campista bater. Inexplicavelmente, o camisa 8 buscou a cavadinha e deu a bola nas mãos de Felipe, que ainda esnobou a tentativa do adversário ao fazer embaixadinhas depois da defesa. Foi a segunda penalidade desperdiçada pelo atleta, notabilizado por isolar sua cobrança na disputa contra o Paraguai, que sacramentou a eliminação do Brasil nas quartas de final da Copa América.

A chance animou o Flamengo, que empatou no lance seguinte. Aos 43min, Ronaldinho cobrou falta na primeira trave e viu Deivid desviar para as redes, empatando o jogo e sacramentando uma das melhores noites de futebol vista nos últimos anos nos gramados brasileiros.

A reação flamenguista, no entanto, acabou sendo aparentemente minada pelo clube da Vila Belmiro aos 5min da segunda etapa, e justamente por conta da inspiração de Neymar na noite desta quarta-feira. Léo descolou lindo passe e a bola sobrou limpa para o camisa 11, que tocou com categoria na saída de Felipe para colocar o Santos novamente à frente no marcador.

O segundo tempo manteve-se tão espetacular quanto o primeiro. O Flamengo, ao contrário do esperado, seguiu com o forte ritmo e acabou recompensado por intermédio de uma jogada genial de Ronaldinho. Aos 22min, o camisa 10 deu um drible maravilhoso na entrada da área e acabou derrubado. Na cobrança, ele mostrou grande sensibilidade e chutou rasteiro, não dando chances para uma reação da barreira, que pulou, e para o goleiro Rafael.

E Ronaldinho definiu o resultado na Vila Belmiro. Relembrando os bons tempos de Europa, o camisa 10 acompanhou contra-ataque puxado por Thiago Neves e recebeu dentro da área. Com calma, categoria e experiência, o camisa 10 chutou com precisão para anotar seu oitavo gol no Campeonato Brasileiro, assumindo a artilharia isolada e sacramentando a vitória para o Flamengo, que segue invicto na competição nacional.

FICHA TÉCNICA

Santos 4 x 5 Flamengo

Gols:

Santos: Borges, aos 4min e aos 16min do primeiro tempo; e Neymar, aos 25min do primeiro tempo e aos 5min do segundo tempo
Flamengo: Ronaldinho, aos 28min do primeiro tempo, aos 22min do segundo tempo e aos 35min do segundo tempo; Thiago Neves, aos 31min do primeiro tempo; e Deivid, aos 43min do primeiro tempo

Santos
Rafael; Pará, Edu Dracena, Durval e Léo; Arouca, Elano (Alan Kardec), Ibson e Paulo Henrique Ganso; Neymar e Borges.
Técnico: Muricy Ramalho

Flamengo
Felipe; Léo Moura, Welinton (David Braz), Ronaldo Angelim e Junior Cesar; Willians, Luiz Antônio (Bottinelli), Renato Abreu e Thiago Neves; Ronaldinho e Deivid (Jean).
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Cartões Amarelos
Santos: Léo e Neymar
Flamengo: Welinton, Willians, Thiago Neves, Renato e Bottinelli

Árbitro
André Luiz de Freitas Castro (GO)

Local
Estádio Vila Belmiro, em Santos (SP)

Fonte: D.S. Garcia & Cia Ltda - Especial para o Terra D.S. Garcia & Cia Ltda - Especial para o Terra
publicidade