PUBLICIDADE

Brasil é país que mais realizou transferências internacionais em 2014

28 jan 2015 12h44
Publicidade

O Brasil foi o país em que mais jogadores foram negociados no futebol mundial em 2014, de acordo com o relatório anual de transferências da Fifa (TMS), divulgado nesta terça-feira.

De acordo com o documento, o valor global de todas as transações de jogadores foi de US$ 4 bilhões (R$ 10,3 bilhões), com a Espanha tendo sido o país que mais recebeu por venda de atletas, em um total de US$ 667 milhões (US$ 1,72 bilhão).

Segundo o TMS, aconteceram 13.090 transferências no mundo, o que representa aumento de 2,9% com relação ao ano anterior. O Brasil foi responsável por 1.335 destes movimentos, mais de 10% do total. Foram 646 contratações e 689 saídas de atletas.

Se a Espanha foi o país que mais faturou com transferências, a Inglaterra foi quem mais desembolsou por atletas, atingindo US$ 1,17 bilhão (R$ 3,01 bilhões).

Além disso, o relatório, que é publicado pelo quarto ano seguido, aponta que US$ 236 milhões (R$ 608,9 milhões), foram recebidos por agentes de jogadores.

A idade média dos atletas envolvidos em negociações internacionais foi de 25 anos e seis meses, de acordo com o TMS.

O sistema de transferências da Fifa foi criado em 2007 e três anos depois virou obrigatório nas transferências de jogadores profissionais que envolvessem mudança de país. O principal objetivo é que as autoridades do futebol tenham mais detalhes sobre o mercado internacional.

EFE   
Publicidade