PUBLICIDADE

Em referendo, Suíça rejeita candidatura a Olimpíadas de 2026

54% dos eleitores do cantão de Valais disseram "não" aos Jogos

10 jun 2018 11h52
| atualizado às 12h55
ver comentários
Publicidade

A população do cantão de Valais, no sudoeste da Suíça, rejeitou neste domingo (10) a candidatura da cidade de Sion para sediar os Jogos Olímpicos de Inverno de 2026.

Propaganda pelo "sim" em referendo sobre candidatura olímpica de Sion
Propaganda pelo "sim" em referendo sobre candidatura olímpica de Sion
Foto: EPA / Ansa - Brasil

Em um referendo popular, os eleitores disseram "não" à proposta do governo local para destinar 100 milhões de francos (cerca de R$ 380 milhões) para o evento, o que, na prática, inviabiliza sua realização.

O placar da votação foi de 54% a 46%, mas, considerando apenas os resultados de Sion, capital de Valais, a rejeição foi de 60,9%. A frente do "não" foi motivada pelos altos gastos demandados pelas Olimpíadas.

Por sua vez, associações de turismo e hoteleiras manifestaram decepção com o resultado. "Desperdiçamos uma ocasião de dar visibilidade à Suíça e apoiar o setor", diz um comunicado divulgado por diversas entidades do segmento.

O país alpino não sedia os Jogos de Inverno desde 1948, com St. Moritz, e já recusou receber o evento em 10 ocasiões, sempre por decisão popular. Com a saída de Sion, seguem na briga pelas Olimpíadas de 2026 as cidades de Milão, Turim e Cortina d'Ampezzo (Itália), Calgary (Canadá), Graz (Áustria), Estocolmo (Suécia), Erzurum (Turquia) e Sapporo (Japão).

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade