PUBLICIDADE

CR7 já se declarou contra refrigerante, álcool e cigarro

Craque de Portugal impactou até bolsa de valores após tirar refrigerante patrocinador da Eurocopa de entrevista coletiva

16 jun 2021 08h38
| atualizado às 08h49
ver comentários
Publicidade

O craque português Cristiano Ronaldo movimentou o mundo da bola, da economia e das redes sociais após trocar duas garrafas de Coca-Cola, refrigerante que patrocina a Eurocopa 2020, por uma garrafa de água em uma coletiva de imprensa da competição. Mesmo sendo considerado por alguns como uma jogada de marketing, o gesto viralizou e relembrou o apreço do atacante da Juventus (ITA) por hábitos saudáveis.

Cristiano Ronaldo não nem que o filho tome refrigerante
Cristiano Ronaldo não nem que o filho tome refrigerante
Foto: Bernadett Szabo / Reuters

Em entrevista à revista Hello! quando ainda atuava pelo Manchester United (ING), Cristiano Ronaldo falou sobre seu desprezo às bebidas alcoólicas e ao cigarro. O atacante destacou que vive uma vida tranquila e não gasta seu dinheiro à toa.

"Muitas pessoas tem a imagem de jogadores de futebol como pessoas que gostam de sair o tempo todo, gastam seu dinheiro luxuosamente e gostam de namorar muitas mulheres. Mas eu não bebo álcool, odeio cigarro e não gasto muito meu dinheiro", explicou o atacante, que também acrescentou que morava em uma área rural e seus vizinhos mais próximos eram animas como esquilos, pássaros e vacas.

Desde que se tornou pai, Cristiano Ronaldo também falou sobre os hábitos alimentares de seu filho mais velho, Cristiano Ronaldo Júnior. O atacante acredita que o jovem de 10 anos tem potencial para ser um bom jogador de futebol mas precisa espantar algumas manias como comer batata-frita e beber refrigerante.

"Vamos ver se vai ser grande jogador. Ainda não é. Ele bebe às vezes refrigerantes, come batatas fritas, e sabe que eu fico irritado. Ele tem potencial. É rápido, dribla bem. Mas isso não é nada, não chega. É preciso muito trabalho e dedicação, estou sempre a dizer a ele. Não vou pressioná-lo para ser jogador de futebol, mas se me perguntarem se quero, claro que quero. No entanto, quero sobretudo que ele seja o melhor, seja futebolista ou médico", disse o craque à Globe Soccer Awards em 2020.

Depois de trocar as garrafas, Cristiano Ronaldo marcou dois gols na vitória de Portugal sobre a Hungria por 3 a 0 na estreia das seleções pela Eurocopa 2020. O atacante da Juventus foi eleito o melhor jogador da partida e se tornou o atleta que mais disputou a competição, tendo participado de cinco edições.

Lance!
Publicidade
Publicidade