PUBLICIDADE

Sargeant domina corrida 2 e vence na Inglaterra. Drugovich passa Vesti no fim e é 4º

Logan Sargeant só perdeu a ponta quando parou para trocar pneus, mas logo reassumiu o primeiro posto na Inglaterra para de lá não sair mais. Felipe Drugovich passou Frederik Vesti na última volta e completou em quarto

3 jul 2022 - 07h27
(atualizado às 08h30)
Ver comentários
Logan Sargeant venceu a corrida 2 na Inglaterra
Logan Sargeant venceu a corrida 2 na Inglaterra
Foto: F2 / Grande Prêmio

TUDO SOBRE A CLASSIFICAÇÃO DO GP DA INGLATERRA DE F1 | Briefing

Logan Sargeant dominou a corrida 2 da rodada da Inglaterra da F2, disputada neste domingo (3). O piloto da Carlin manteve a ponta na largada e só perdeu a primeira posição quando parou para fazer a troca obrigatória de pneus, porém retornou quando os lugares se realinharam na pista para de lá não sair mais.

Foi a primeira vitória do americano na Fórmula 2. Théo Pourchaire, que fez ótima uma largada, terminou em segundo, diminuindo mais um pouco a diferença para Felipe Drugovich na classificação. Liam Lawson completou o pódio em terceiro.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Sargeant manteve a ponta na largada (Foto: F2)

Drugovich terminou em quarto, ganhando a posição de Frederik Vesti na última volta. Jüri Vips ficou em sexto, seguido por Jehan Daruvala e Marcus Armstrong. Jack Doohan e Jake Huges fecharam o top-10. Enzo Fittipaldi veio logo atrás, em 11º com a Charouz.

As imagens no grid mostravam que os ponteiros partiriam para o primeiro stint com pneus macios, portanto a tática era clara: abrir vantagem o máximo possível para garantir o posto no momento das paradas nos boxes.

Alinhado em terceiro, Drugovich sucumbiu ao ataque agressivo de Pourchaire, Liam Lawson e Ayumu Iwasa e caiu para quinto. Vesti também partiu mal e completou a primeira curva apenas em sexto, depois de ser o segundo mais rápido na classificação. Enquanto isso, no pelotão intermediário, Enzo Fittipaldi ganhava duas posições e aparecia logo atrás, em sétimo.

Na segunda volta, o safety-car entrou em ação. Roy Nissany escapou da pista e voltou atacando Dennis Hauger, que foi jogado para fora da pista. Só que o representante da Prema acabou voltando para a pista com o carro avariado e decolou, parando justamente em cima de Nissany. Mais uma vez, o halo provou ser um item indispensável nas corridas atuais.

Nissany e Hauger provocaram a entrada do safety-car na corrida 2 na Inglaterra (Foto: F2)

A relargada veio na volta 6 sem problemas, com Sargeant mantendo a ponta, seguido de Pourchaire, Lawson, Iwasa e Drugovich. Quatro giros depois, começou a primeira janela de pit-stops, e Vesti, Fittipaldi, Armstrong e Cem Bölükbasi foram os primeiros a irem aos boxes para a troca de pneus. Na volta seguinte, o pelotão da frente começou a parar, puxados primeiro por Lawson e Iwasa e, depois, os líderes Sargeant e Pourchaire. Drugovich permanecia na pista, sendo na volta 12 o líder virtual.

No giro seguinte, no entanto, a MP avisou ao brasileiro pelo rádio que era o momento de parar, e ele assim o fez. O trabalho da equipe não foi dos melhores, com Drugovich voltando à pista atrás de Vesti, mas o problema no pit-stop de Iwasa fez o brasileiro manter, na teoria, o quinto lugar.

Enquanto isso, os pilotos que haviam optado pelos pneus duros comandavam a prova. Jüri Vips aparecia na liderança, seguido de Daruvala, Doohan, Jake Huges, Marino Sato e Calan Williams. Sargeant era imediatamente o sétimo, mas virtualmente o primeiro quando os demais parassem.

Na volta 23, enfim começaram as paradas dos que haviam largado de pneus duros. Vips foi o primeiro a ir para os boxes, mas o trabalho da Hitech foi muito ruim e ele retornou apenas em 12º. Daruvala foi na sequência, com Sato e Williams também entrando na mesma volta. Drugovich já aparecia em sétimo.

Doohan, vencedor da sprint race, entrou nos boxes na volta 24, mas perdeu muito tempo por conta de um problema na hora de colocar o pneu traseiro esquerdo e voltou em 12º, perdendo toda a vantagem construída com a estratégia de retardar a parada.

A quatro voltas do fim, com o pelotão realinhado, Sargeant voltava à liderança, mas sofrendo o ataque de Pourchaire, que vinha a menos de 1s de distância. Logo atrás, Lawson cometia um erro e permitia a aproximação de Vesti, que passou a pressionar o piloto da Carlin na briga pelo pódio.

Mas quem também acabou chegando na briga foi Drugovich, que, na volta final, conseguiu superar o piloto da ART e terminou em quarto.

Drugovich sonha com F1, mas vê cenário atual complicado "até para quem vence F2"

F2 2022, GP da Inglaterra, Silverstone, Corrida Principal, Final:

1 L SARGEANT Carlin   29 voltas
2 T POURCHAIRE ART +1.681
3 L LAWSON Carlin +8.994
4 F DRUGOVICH MP +11.312
5 F VESTI ART +11.961
6 J VIPS Hitech +12.276
7 J DARUVALA Prema +13.899
8 M ARMSTRONG Hitech +17.320
9 J DOOHAN Virtuosi +21.033
10 J HUGHES Van Amersfoort +28.297
11 E FITTIPALDI Charouz +29.117
12 A IWASA DAMS +30.586
13 C NOVALAK MP +34.161
14 R VERSCHOOR Trident +35.004
15 M SATO Virtuosi +35.426
16 C WILLIAMS Trident +36.391
17 O CALDWELL Campos +1:01.078
18 C BÖLÜKBASI Charouz +1:03.207
19 D BECKMANN Van Amersfoort NC
20 R NISSANY DAMS NC
21 D HAUGER Prema NC

PIQUET, SOBRE HAMILTON: "NEGUINHO DEVIA ESTAR DANDO MAIS C*"

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.
Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade