PUBLICIDADE

Mortara destaca importância de estratégia em vitória "estressante" no eP de Berlim

Edoardo Mortara venceu corrida 1 de Berlim após primeira pole na Fórmula E e destacou importância de se adaptar às circunstâncias da corrida na categoria

14 mai 2022 13h26
ver comentários
Publicidade
Mortara destacou importância de adaptar estratégia na Fórmula E
Mortara destacou importância de adaptar estratégia na Fórmula E
Foto: Fórmula E / Grande Prêmio

MUDANÇAS À VISTA! MERCADO DE PILOTOS PEGA FOGO NA FÓRMULA E ÀS VESPERAS DE BERLIM

Edoardo Mortara assegurou sua segunda vitória na temporada 2021/2022 da Fórmula E neste sábado (14), a primeira desde a corrida 2 do eP de Diriyah, primeira parada do campeonato. Além disso, o dia ainda marcou a primeira pole-position da carreira do piloto na categoria, da qual foi vice-campeão no ano passado. Após cruzar a linha de chegada com a primeira colocação, o suíço ressaltou a imprevisibilidade da corrida e comemorou ter conseguido sustentar a liderança.

"Que dia", exclamou Mortara. "Depois da classificação já estávamos felizes, mas essa corrida foi incrível. Muito estressante, porque houveram estratégias diferentes que eu precisei me defender. Mas no final tudo deu certo, e estou muito feliz", celebrou o piloto da Venturi.

Após largar na pole, Mortara segurou a liderança praticamente do início ao fim da corrida. As únicas vezes em que perdeu o primeiro lugar foram quando Edoardo acionou o modo de ataque, que precisava ser ativado duas vezes por cada piloto ao longo da disputa.

O momento de maior tensão ficou já para as voltas finais, quando Jean-Èric Vergne foi para o tudo ou nada tentando passar, mas Mortara tracionou melhor após a freada e conseguiu sustentar a primeira posição. Questionado sobre o movimento do francês, o suíço se disse grato pelo adversário ter errado o ponto de frenagem.

Edoardo Mortara liderou do início ao fim para vencer em Berlim (Foto: Venturi)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

"Você precisa perguntar a ele [Vergne]", disse. "Ele tentou me passar, mas eu meio que já estava antecipando. Para minha sorte, ele não conseguiu frear na virada da curva e eu pude passá-lo, e sabia que ele havia gasto muita energia e seria difícil me passar novamente", explicou.

Por fim, Mortara destacou a adaptação que precisou fazer durante a corrida para garantir a vitória, principalmente ao gerenciar energia nas voltas finais para disparar nos últimos giros e assegurar a vitória. O movimento permitiu a aproximação de Vergne, mas o suíço conseguiu manter a posição para conquistar a vitória.

"Uma coisa boa sobre a Fórmula E é que você precisa constantemente mudar sua estratégia", opinou. "Obviamente, você tem um plano no início da corrida. Mas nada acontece exatamente como o planejado e você sempre precisa se adaptar, já que os outros estão tentando desestabilizar você. Mas no fim, tudo funcionou muito bem para nós", finalizou.

A Fórmula E parte para a corrida 2 do final de semana já neste domingo, também a partir das 10h (horário de Brasília), com transmissão ao vivo da TV Cultura e do SporTV.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade