PUBLICIDADE

Vettel guia FW14B com combustível carbono-neutro em demonstração na Inglaterra

Dono do chassi 08 do histórico e vencedor bólido de 1992 da Williams - projetado por Adrian Newey, considerado até hoje uma joia da aerodinâmica -, tetracampeão mundial afirmou ter tido ideia para comemorar 30 anos do carro, mas ressaltou desejo de celebrar "de maneira responsável". Por isso, o uso de combustíveis neutros em carbono

30 jun 2022 - 13h15
Ver comentários
Vettel vai guiar histórico bólido da Williams antes da corrida de domingo, em Silverstone
Vettel vai guiar histórico bólido da Williams antes da corrida de domingo, em Silverstone
Foto: F1 / Grande Prêmio

F1 2022: FIA ABANDONA DIRETIVA EM SILVERSTONE: É HORA DE REPENSAR O REGULAMENTO? | WGP

Sebastian Vettel irá pilotar o histórico FW14B da Williams antes do GP da Inglaterra de Fórmula 1, no próximo domingo. Conforme anunciado pelo tetracampeão mundial nesta quinta-feira (30), o bólido da equipe de Grove - que conferiu o título da temporada de 1992 da categoria a Nigel Mansell com cinco corridas de antecedência - será abastecido com combustível carbono-neutro.

"Espero me divertir muito, e espero que as pessoas possam compartilhar essa diversão, porque acho que é um carro incrível e a história do carro e a maneira como soa, estou ansioso por isso. Em termos de combustível, na verdade, foi um esforço para encontrar o abastecimento certo, mas uma vez que o encontramos, foi realmente muito fácil - levou apenas um shakedown para controlarmos o carro", começou a explicar Vettel.

"Vocês verão no domingo, não é diferente de como o carro era há 30 anos. Soará exatamente o mesmo, será pilotado da mesma maneira e não tentarei em algumas voltas chegar ao limite absoluto, mas vou tentar aproveitá-lo. O que significa ir tão rápido quanto eu me sentir confortável, tendo em mente que é o meu carro - e isso talvez seja um pouco diferente do que usar um carro emprestado. Acho que será divertido e acho ótimo demonstrar às pessoas. O automobilismo é nossa paixão, é com o que crescemos. Acho que os carros com os quais sonhei quando criança são diferentes de alguns dos outros pilotos, mas é importante encontrar uma maneira de fazer isso com responsabilidade no futuro, bem como manter esses carros e a história vivos", completou o tetracampeão mundial.

Vettel é dono de histórico carro da Williams (Foto: F1)

"No final, você pode expressar cultura de várias maneiras: música, artes… mas nossa maneira de expressar é pilotando carros de corrida, e seria uma pena se tudo isso desaparecesse. Acho que é uma maneira de manter isso vivo e, olhando para o futuro, a Fórmula 1 está indo nessa direção em 2026. Poderia ser mais cedo, mas é o que é por muitas razões", finalizou.

Como o próprio revelou, Vettel é o dono do chassi 08 do FW14B - utilizado em 13 das 16 corridas em 1992, com sete pole-positions para a conta. A iniciativa da demonstração em Silverstone partiu do próprio tetracampeão mundial, que quer celebrar o aniversário de 30 anos do bólido da Williams - vencedor tanto do campeonato de Construtores, quanto do GP da Inglaterra daquele ano.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

A Williams assombrou o mundo do esporte com o FW14B. Na temporada de 1992, o campeão Nigel Mansell marcou 14 poles e venceu 9 das 16 corridas do campeonato. O modelo projetado por Adrian Newey, considerado até hoje uma joia da aerodinâmica, se destacava pela eletrônica embarcada, câmbio semiautomático, controle de tração e pela suspensão ativa. Na pista, o bólido foi um dos mais dominantes da história, a ponto de muitos, inclusive o narrador Galvão Bueno, apelidá-lo como o 'carro de outro planeta'.

" data-image-caption="

O FW14B marcou época na Fórmula 1 nos anos 1990 (Foto: Forix)

" data-medium-file="https://www.grandepremio.com.br/wp-content/uploads/2020/10/Williams-FW14B-300x169.jpg" data-large-file="https://www.grandepremio.com.br/wp-content/uploads/2020/10/Williams-FW14B-1024x576.jpg" width="1024" height="576" src="https://www.grandepremio.com.br/wp-content/uploads/2020/10/Williams-FW14B-1024x576.jpg" alt class="wp-image-426823 jetpack-lazy-image" data-lazy-srcset="https://www.grandepremio.com.br/wp-content/uploads/2020/10/Williams-FW14B-1024x576.jpg 1024w, https://www.grandepremio.com.br/wp-content/uploads/2020/10/Williams-FW14B-300x169.jpg 300w, https://www.grandepremio.com.br/wp-content/uploads/2020/10/Williams-FW14B-768x432.jpg 768w, https://www.grandepremio.com.br/wp-content/uploads/2020/10/Williams-FW14B-1536x864.jpg 1536w, https://www.grandepremio.com.br/wp-content/uploads/2020/10/Williams-FW14B.jpg 1600w" data-lazy-sizes="(max-width: 1024px) 100vw, 1024px" data-lazy-src="https://www.grandepremio.com.br/wp-content/uploads/2020/10/Williams-FW14B-1024x576.jpg?is-pending-load=1" srcset="data:image/gif;base64,R0lGODlhAQABAIAAAAAAAP///yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7">

" data-image-caption="

O FW14B marcou época na Fórmula 1 nos anos 1990 (Foto: Forix)

" data-medium-file="https://www.grandepremio.com.br/wp-content/uploads/2020/10/Williams-FW14B-300x169.jpg" data-large-file="https://www.grandepremio.com.br/wp-content/uploads/2020/10/Williams-FW14B-1024x576.jpg" loading="lazy" width="1024" height="576" src="https://www.grandepremio.com.br/wp-content/uploads/2020/10/Williams-FW14B-1024x576.jpg" alt="" class="wp-image-426823" srcset="https://www.grandepremio.com.br/wp-content/uploads/2020/10/Williams-FW14B-1024x576.jpg 1024w, https://www.grandepremio.com.br/wp-content/uploads/2020/10/Williams-FW14B-300x169.jpg 300w, https://www.grandepremio.com.br/wp-content/uploads/2020/10/Williams-FW14B-768x432.jpg 768w, https://www.grandepremio.com.br/wp-content/uploads/2020/10/Williams-FW14B-1536x864.jpg 1536w, https://www.grandepremio.com.br/wp-content/uploads/2020/10/Williams-FW14B.jpg 1600w" sizes="(max-width: 1024px) 100vw, 1024px">

O FW14B marcou época na Fórmula 1 nos anos 1990 (Foto: Forix)

"Foi minha ideia, o carro é meu - comprei porque o 'cinco vermelho' é o carro de 1992, com o 5 vermelho nele, e isso significa um pouco mais do que apenas o carro de 30 anos atrás. Obviamente eu tenho o número 5 no meu carro, ganhei meu primeiro campeonato com o vermelho cinco, mesmo que fosse um pouco menor naquela época. Usei no kart e uso agora, então existe uma conexão. Acho que os primeiros anos da década de 90 são as primeiras lembranças que tenho da Fórmula 1, daquele carro e dos anos seguintes", revelou Vettel.

"Mas também pensei que tínhamos que fazer isso de maneira responsável, então estou usando combustíveis neutros em carbono no domingo para demonstrar que ainda podemos manter nossa história, herança e cultura no automobilismo, mas de maneira mais responsável. Então, estou muito ansioso para pilotar o carro pela primeira vez e ouvi-lo. Acho que muitas pessoas compartilharão essa alegria comigo", finalizou o piloto da Aston Martin.

PIQUET BANIDO DA F1 POR FALA RACISTA E HAMILTON PEDINDO AÇÃO | TT GP #58

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.
Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade