PUBLICIDADE

F1: sob chuva forte, Alonso é o mais rápido do TL3 no Canadá

Em treino marcado por chuva, veteranos mostram talento e Fernando Alonso é o mais rápido em disputa particular com Sebastian Vettel

18 jun 2022 - 15h10
(atualizado às 15h16)
Ver comentários
Publicidade
Alonso,mais uma vez, foi bem nos treinos livres
Alonso,mais uma vez, foi bem nos treinos livres
Foto: Alpine / Twitter

No fim de semana em que supera o recorde de Michael Schumacher como piloto com a carreira mais longa da Fórmula 1 em tempo desde a data de sua estreia, Fernando Alonso mostrou que ainda tem muito a mostrar. Sob forte chuva, o espanhol fechou o terceiro treino livre para o GP do Canadá no topo da tabela de tempos.

Alonso já havia sido um dos destaques dos treinos de sexta-feira (17), quando terminou no top 5 em ambas as sessões.

Chamou a atenção o duelo entre Alonso e outro vetereno, o alemão Sebastian Vettel. Os dois se revezaram na liderança até os momentos finais, provando que o talento ainda está lá. Alonso levou a melhor e Pierre Gasly ainda se colocou entre os dois já com o cronômetro zerado, fazendo de Vettel o 3º no geral.

Sebastian Vettel mostrou domínio do carro na pista molhada
Sebastian Vettel mostrou domínio do carro na pista molhada
Foto: Aston Martin / Twitter

Confira como foi o TL3 para o GP do Canadá:

A chuva, que ameaçava dar as caras desde antes do início das atividades da F1, finalmente apareceu. O TL3 começou com pista bastante fria e molhada, e apenas Haas e Alfa Romeo mandaram seus carros para experimentar as condições nos minutos iniciais. A Ferrari fez o mesmo pouco depois. O que se via era uma enorme dificuldade para acelerar os carros mesmo em linha reta, dada a quantidade de água no asfalto.

Com 10 minutos corridos, apenas cinco pilotos haviam completado voltas. O mais rápido era Kevin Magnussen, com 1min39s148. Atrás dele estavam Yuki Tsunoda, Sebastian Vettel, Lance Stroll e Mick Schumacher, este a 4 segundos da marca de Magnussen. Todos ainda estavam longe de forçar o ritmo.

Sebastian Vettel fez duas vezes a melhor volta e subiu para o topo da tabela, sendo superado por Tsunoda pouco depois, com 1min38s262. Aos poucos, outros carros foram indo à pista. A dupla da Alfa Romeo finalmente completou voltas, bem como como os carros da McLaren.

A chuva castigou a pista de Montreal
A chuva castigou a pista de Montreal
Foto: Alfa Romeo / Twitter

Valtteri Bottas, que perdeu o TL2 por problemas mecânicos, subiu para 1º, com 1min37s909. Carlos Sainz colocou a Ferrari para jogo e fez duas vezes seguidas a melhor volta, melhorando cerca de 1 segundo em cada. A melhor delas foi de 1min35s858, com os três setores roxos.

Com pouco mais de metade da sessão, apenas cinco carros não haviam completado volta: os dois da Red Bull, os dois da Mercedes e a Charles Leclerc, da Ferrari, que confirmou troca de motor e largará de último na corrida.

O top10 com 25 minutos restantes era formado por Carlos Sainz, Fernando Alonso, Pierre Gasly, Valtteri Bottas, Lance Stroll, Esteban Ocon, Yuki Tsunoda, Sebastian Vettel, Guanyu Zhou e Alex Albon.

Sainz foi um dos primeiros a testar penus intermediários
Sainz foi um dos primeiros a testar penus intermediários
Foto: Pirelli Motorsport / Twitter

Vettel, que havia liderado parte da primeira metade da sessão, voltou ao topo da tabela a 20 minutos do fim, com uma volta de 1min35s821.

Enquanto Verstappen, Perez e Leclerc saiam e voltavam aos boxes, sem completar volta cronometrada, Sainz e Alonso eram os primeiros a experimentar pneus intermediários, mesmo com a pista ainda bastante molhada.

Alonso mostrou que a escolha foi um acerto. Depois de uma volta de instalação mais lenta, fez 1min34s836 e pulou para a ponta, melhorando logo em seguida para 1min34s229, com os dois setores roxos. Vettel foi o terceiro a colocar os pneus intermediários, e os usou para retomar a ponta outra vez: 1min33s891.

Hamilton e seu inimigo: o Mercedes W13
Hamilton e seu inimigo: o Mercedes W13
Foto: Pirelli Motorsport / Twitter

Na briga de veteranos, Alonso superou Vettel mais uma vez e abaixou o tempo para 1min33s836.

Magnussen passou reto na curva 1 e foi parar na grama, mas não chegou a bater. O dinamarquês conseguiu retornar de ré de não foi necessário o acionamento de uma bandeira vermelha. Sainz e Verstappen cometeram erros similares, mostrando que a pista estava ainda mais molhada.

O cronômetro zerou com vários pilotos em volta rápida. A sequência ficou com Alonso, Gasly, Vettel, Ocon, Ricciardo, Norris, Russell, Perez, Verstappen e Sainz. Desses, apenas Russell fez sua volt

Parabólica
Publicidade
Publicidade