PUBLICIDADE

F1: Madri estaria pronta para assumir GP da Espanha em 2026

Um projeto que se discute desde 2021 parece que agora acontecerá: Madri montaria uma pista de rua para ter a F1 a partir de 2026

5 dez 2023 - 10h19
Compartilhar
Exibir comentários
Largada do GP da Espanha em Barcelona. Madri estaria pronta para ser anunciada
Largada do GP da Espanha em Barcelona. Madri estaria pronta para ser anunciada
Foto: Pirelli Motorsport

Se tem uma prova que volta e meia se tem discussão se permanece no calendário é o GP da Espanha. Embora já tenhamos oportunidades em que o país ibérico recebeu 2 provas no mesmo ano, as últimas renovações têm sido bastante custosas...

Um dos pontos em que a Liberty Media consegue ter sua receita é justamente no valor pago pelos organizadores pelas provas. O Circuito da Catalunha tem permanecido nos últimos anos graças aos massivos investimentos feitos pelo governo local. Mesmo com toda a divulgação gerada internacionalmente, os custos são bem questionados.

Nos últimos tempos, o projeto Madri passou a ganhar espaço no cenário. Embora Barcelona esteja no calendário desde 1991, a Liberty vem com a ideia de ter provas em locais “destino”. Ou seja: cidades que tem apelo turístico e ajude a alavancar a prova. Miami e Las Vegas entraram neste campo. Madri também entraria aqui, embora Barcelona tenha um senhor apelo (embora a pista fique nos arredores da cidade).

Madri de certa forma viveu o clima de F1 com Jarama: o circuito ficava a 30km da cidade e era um circuito permanente, com caraterísticas sinuosas e curto. Começou em 1968 e dividia com Montjuich (circuito citadino de Barcelona) o GP da Espanha. A partir de 1976, após a acidentada edição de 1975, recebeu até 1981 (com a última vitória de Gilles Villeneuve). Porém, com a necessidade de obras e direcionar recursos para outros lugares, o GP foi embora, só voltando em 1986 em Jerez.

O projeto de Madri, que vem sendo gerido desde 2021, tem uma influência privada e seria uma pista de rua. Aqui entra o apoio da Prefeitura local, que inclusive já mandou cartas para a Liberty Media dando seu aval. O principal motor do projeto é o IFEMA (Institución Ferial de Madrid), um espaço fundado em 1980 para a organização de feiras e eventos.

O traçado seria montado em torno do IFEMA, uma área que a Prefeitura de Madri deseja promover. Além disso, passaria perto da Ciudad Deportiva do Real Madrid. Seria um belíssimo chamativo para a prova e ainda para o clube, que é um dos maiores do mundo. Tudo que a F1 gostaria para aumentar a exposição da categoria e com os patrocinadores.

Projeção circuito Madri
Projeção circuito Madri
Foto: Fastest Pit Stop / X

Lembrando que o IFEMA foi onde teve a primeira edição da F1 Exibition, grande exposição montada pela Liberty Media a partir deste ano para mostrar a F1 em todos seus aspectos e contando sua história.

Não está claro se a entrada de Madri significaria a saída de Barcelona. A briga entre as cidades é algo tétrico e ainda há a questão política (a Catalunha bradando por separar-se da Espanha). Não se pode descartar uma convivência entre as provas ou até mesmo algum tipo de alternância como era nas décadas de 60/70.

A F1 busca o equilíbrio entre ampliar mercados e receitas, porém sem perder a sua identidade. Com a valorização da categoria, uma das formas que a Liberty Media manteve da gestão Bernie Ecclestone a política de buscar novos lugares para aumentar o faturamento. E as equipes acabam ficando reféns disso pois, mesmo com a reclamação de excesso de provas, recebem mais com isso.

O jornal El Mundo dá conta que o anúncio da prova deveria ter sido feito na semana passada, mas que alguns problemas técnicos impediram. Se estima que a cidade ganharia cerca de 450 milhões de euros e estaria desembolsando cerca de US$ 40 milhões por ano por 10 anos. Este valor seria um belo acréscimo em relação aos US$ 25 milhões pagos pela Catalunha após a última renovação, que vai até 2025.

Aguardemos...

Parabólica
Compartilhar
Publicidade
Publicidade