PUBLICIDADE

Palou escapa de problemas e é campeão da Indy com 4º lugar. Herta vence em Long Beach

Álex Palou fez o feijão com arroz e, com uma pilotagem absolutamente conservadora, foi campeão da temporada 2021 da Indy. Agressivo, Colton Herta bateu Josef Newgarden e ficou com a vitória em Long Beach. Pato O'Ward, acertado por Ed Jones, abandonou

26 set 2021 18h35
| atualizado às 19h18
ver comentários
Publicidade
Álex Palou é o campeão de 2021
Álex Palou é o campeão de 2021
Foto: Indycar / Grande Prêmio
▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Álex Palou é o grande campeão da temporada 2021 da Indy! Com mais uma atuação extremamente consistente, o espanhol chegou em quarto no GP de Long Beach e, neste domingo (26), levantou a taça no que foi apenas seu segundo ano de categoria, primeiro pela Ganassi.

Na última corrida do ano, vitória espetacular de Colton Herta, que largou de 14º e foi, de forma bastante agressiva, limpando todo mundo do caminho. O americano ainda teve de lidar com ataques finais de Josef Newgarden, que foi quem mais tentou tirar a taça de Palou neste domingo.

A briga pelo título, é verdade, foi ainda mais morna do que já se esperava. É que Pato O'Ward foi acertado por Ed Jones, rodou e teve danos no carro que não foram solucionados. Isso fez Palou correr com um tranquilidade absoluta nas 85 voltas.

Scott Dixon, que viveu um 2021 bem mais discreto do que o normal, fechou o ano no pódio, chegando justamente na frente do companheiro campeão. Simon Pagenaud, de saída da Penske, cruzou a linha final na quinta colocação.

Alexander Rossi, Jack Harvey, Sébastien Bourdais, Takuma Sato e Will Power completaram o top-10. Scott McLaughlin foi 11º e, assim, se sagrou novato do ano, aproveitando o abandono de Romain Grosjean. Helio Castroneves fazia grande prova, mas a estratégia não deu certo e o brasileiro ficou em 20º.

Álex Palou sagrou-se campeão da Indy em Long Beach
Álex Palou sagrou-se campeão da Indy em Long Beach
Foto: Indycar / Grande Prêmio

Confira como foi o GP de Long Beach:

A largada da final da Indy em Long Beach aconteceu às 16h43 (em Brasília), com uma ótima dividida entre Josef Newgarden e Scott Dixon e o americano mantendo a ponta. Mas o mais curioso vinha ali atrás do top-6, com James Hinchcliffe perdendo totalmente contato com o pelotão e largando em outro momento, praticamente.

Aquilo ali, claramente, chamava um caos atrás de Hinch. Foi ali que a primeira volta teve o passa e repassa e que, na volta 2, a briga pelo título foi afetada. Ed Jones, de forma inconsequente, passou reto na curva, dando no meio de Pato O'Ward, vice-líder do campeonato.

O mexicano rodou, despencou para último e o efeito dominó ainda quase pegou o líder Álex Palou, que foi tocado por Ryan Hunter-Reay no engavetamento. Jones tomou drive-through, Pato foi para 25º e teve de mudar a estratégia de pit-stops. Palou já era oitavo, mais do que suficiente para o título.

Pato O’Ward foi rodado na segunda volta
Pato O’Ward foi rodado na segunda volta
Foto: NBCSN / Grande Prêmio

A bandeira verde voltava no quinto giro e Newgarden tornava a segurar bem Dixon. Helio Castroneves mantinha o terceiro posto e Romain Grosjean, aproveitando uma travadaça de Felix Rosenqvist, passava para quarto. Muito rápido o fim de semana todo, Colton Herta atropelava Palou e Hinch e era sétimo.

A prova avançava e Herta seguia escalando, colando em Rosenqvist pelo quinto lugar. Newgarden tinha 1s1 para Dixon, 3s2 para Helio, 5s0 para Grosjean e 7s6 para Herta, que finalmente passava Felix no 17º giro. Aí, fim total da linha para O'Ward, que ficava lento, lento, até estacionar com o carro quebrado.

Aí, a direção de prova decidiu não interferir na briga pelo título e segurou a bandeira amarela para ser acionada só quando Newgarden e Palou tivessem entrado nos boxes. Pior para Herta e Marcus Ericsson, que tinham espertamente já parado no giro anterior, prevendo a amarela.

Marcus Ericsson bateu também em Long Beach
Marcus Ericsson bateu também em Long Beach
Foto: IndyCar / Grande Prêmio

Relargada, então, na volta 25, com Castroneves, Rosenqvist, Sato, McLaughlin, Power, Ilott, Kimball, Daly, Harvey e Rahal, todos sem paradas feitas. Líder virtual, Newgarden era 11º, com Dixon atrás. Grosjean, parando em amarela, caía para 23º.

Mas logo voltava a bandeira amarela: Ericsson, tentando segurar Rossi por fora, perdeu a aderência e deu na barreira de pneus, abandonando na hora. Todos os líderes nos boxes, menos Castroneves e Rahal, que pareciam tentar as duas paradas. Newgarden, Dixon e Herta já voltavam ao top-5.

A prova relargava na volta 31 e estava claro que teria drama para Newgarden, com um Herta absurdamente rápido atrás. Colton passava Dixon sem tomar conhecimento e já colava em Josef, que não conseguia acompanhar Castroneves e Rahal. Na 32ª volta, Herta deixou Newgarden pelo caminho, colocando Palou, que vinha em sétimo, ainda mais perto da taça.

Graham Rahal tentava stints mais longos
Graham Rahal tentava stints mais longos
Foto: IndyCar / Grande Prêmio

Helio e Rahal iam aos boxes na volta 35, esticando ao máximo os stints, em busca da parada a menos que os rivais. Herta disparava na ponta, abrindo 4s4 para Newgarden, 4s9 para Dixon, 5s6 para Hinch e 6s4 para Palou, que segurava um pelotão atrás dele.

Metade da corrida passava com Herta muito firme na ponta e nomes como Grosjean crescendo. O francês era sétimo e, dependendo das amarelas, poderia se dar bem na estratégia. Palou seguia bem no quinto posto, muito tranquilo pelo caneco.

Com o campeonato na mão, Palou ia tentando melhorar na corrida, pressionando Hinch pelo quarto lugar, mas sendo bem ameaçado por Pagenaud, Grosjean, Rossi e Sébastien Bourdais. Enquanto isso, O'Ward voltava, 34 voltas atrás, apenas para completar a corrida.

Romain Grosjean gerava entretenimento de novo em Long Beach
Romain Grosjean gerava entretenimento de novo em Long Beach
Foto: IndyCar / Grande Prêmio

No 54º giro, Herta, Newgarden, Palou, Pagenaud e Hinch já paravam. Grosjean e Dixon iam aos boxes também e tudo indicava que todo mundo faria mesmo só duas paradas, variando só o momento delas. Aí, problemas para Grosjean, que voltava aos boxes com 28 voltas no fim, com aparente problema na suspensão, causado por uma batidinha no muro.

A bandeira amarela tornava a voltar ali com 25 voltas para o final. Daly e Askew se encontravam, o piloto da Carpenter escapava e o da RLL ia firme na barreira de pneus. O único piloto ainda sem parar pela segunda vez era Rahal, que tentava o milagre com um pit-stop só, na liderança.

Rahal parava com 21 voltas pra o fim, ainda em amarela. O copo meio cheio é que teria algumas voltas para voar de tanque meio vazio e pneus macios novos, mas dificilmente chegaria no grupo da frente. Com aquela confusão toda, Palou já era virtualmente campeão, muito dificilmente chegando atrás de Grosjean e Askew, portanto, no top-23.

Colton Herta fez grande prova em Long Beach
Colton Herta fez grande prova em Long Beach
Foto: IndyCar / Grande Prêmio

Faltavam 20 giros quando a bandeira verde voltava a ser acionada, com Herta, Newgarden, Dixon, Palou, Pagenaud, Rossi, Harvey, Bourdais, Sato e Jones no top-10. Helio era só 18º, com a tática dando errado, seguido por Rahal.

As voltas finais foram de Palou apenas se arrastando para o fim, ficando o mais longe possível de qualquer tipo de problema. Até rolou uma graça na briga pela vitória, mas a segunda seguida de Herta saiu, se defendendo muito bem dos ataques de Newgarden.

Indy 2021, GP de Long Beach, Final:

1 C HERTA Andretti Honda 1:49:10.376 85 voltas
2 J NEWGARDEN Penske Chevrolet +0.588  
3 S DIXON Ganassi Honda +1.075  
4 A PALOU Ganassi Honda +2.412  
5 S PAGENAUD Penske Chevrolet +3.124  
6 A ROSSI Andretti Honda +4.674  
7 J HARVEY Meyer Shank Honda +6.347  
8 S BOURDAIS Foyt Chevrolet +8.028  
9 T SATO RLL Honda +10.594  
10 W POWER Penske Chevrolet +11.430  
11 S McLAUGHLIN Penske Chevrolet +12.333  
12 E JONES Dale Coyne Honda +26.966  
13 F ROSENQVIST McLaren Chevrolet +27.417  
14 J HINCHCLIFFE Andretti Honda +27.973  
15 M CHILTON Carlin Chevrolet +30.036  
16 G RAHAL RLL Honda +30.348  
17 J JOHNSON Ganassi Honda +31.160  
18 C KIMBALL Foyt Chevrolet +32.155  
19 D KELLETT Foyt Chevrolet +32.159  
20 H CASTRONEVES Meyer Shank Honda +32.621  
21 C DALY Carpenter Chevrolet +1 volta  
22 O ASKEW RLL Honda +2 voltas  
23 R HUNTER-REAY Andretti Honda +2 voltas  
24 R GROSJEAN Dale Coyne Honda +10 voltas NC
25 R VEEKAY Carpenter Chevrolet +37 voltas NC
26 C ILOTT Juncos Chevrolet +38 voltas NC
27 P O'WARD McLaren Chevrolet +42 voltas NC
28 M ERICSSON Ganassi Honda +60 voltas NC

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! .

Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade