0

Ana Marcela é ouro em Setúbal e se torna maior vencedora do Circuito Mundial

Brasileira completa os dez quilômetros no tempo de 1h41min12s09

9 jun 2019
00h19
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Em prova com um final emocionante, Ana Marcela Cunha venceu neste sábado a etapa de Setúbal do Circuito Mundial de Águas Abertas. O evento em Portugal foi o terceiro da temporada, sendo que a brasileira completou os dez quilômetros no tempo de 1h41min12s09.

Este foi o 22º triunfo de Ana Marcela na história do Circuito Mundial. Assim, a brasileira ultrapassou o aposentado alemão Thomas Lurz, com 21, se tornando a maior vencedora de etapas dessa importante competição.

Ana Marcela Cunha, atleta brasileira
Ana Marcela Cunha, atleta brasileira
Foto: CBDA/Divulgação / Estadão

"É muito gratificante para um atleta bater recordes. Isso sem dúvida é uma motivação a mais. Estou bem feliz, mas amanhã começa tudo novamente. Já começamos a pensar na próxima etapa. Não dá tempo nem de comemorar", comentou.

A vitória de Ana Marcela foi na batida de mão, tanto que a sua vantagem para a italiana e vice-campeã olímpica Rachele Bruni foi de apenas 1 centésimo. A equatoriana Samantha Arevalo completou o pódio, na terceira posição, com 1h41min18.

"Foi prova dura, boa para cardíaco, decidida na última braçada. Mas consegui me posicionar bem, usei a correnteza a meu favor e nadei as últimas duas voltas na frente das demais concorrentes e apesar do traje de borracha e da água fria, consegui cumprir com o objetivo traçado e saio daqui muito feliz com o resultado", festejou Ana Marcela.

A brasileira já havia se destacado nas etapas anteriores do Circuito Mundial, tendo sido campeã em Doha, em fevereiro, e vice em Seychelles, em maio. Agora, então, Ana Marcela viajará para a Hungria, onde participará no próximo fim de semana da etapa de Balatonfüred. Será a sua última competição antes do Mundial de Esportes Aquáticos, marcado para julho, em Gwangju, na Coreia do Sul.

Veja também:

Veja os clubes que mais utilizaram estrangeiros no Brasileirão 2020
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade