0

S&P 500 registra maior fechamento desde 1º de fevereiro; PepsiCo dá impulso

10 jul 2018
18h22
atualizado às 18h28
  • separator
  • 0
  • comentários

O S&P 500 subiu pela quarta sessão consecutiva nesta terça-feira e registrou seu maior fechamento desde 1º de fevereiro, o dia antes de o mercado começar uma acentuada e estendida liquidação, à medida que os fortes resultados da PepsiCo aumentaram o otimismo sobre a temporada de resultados.

Pedestres caminham em Wall Street, perto da Bolsa de Valores de Nova York
02/04/2018
REUTERS/Shannon Stapleton
Pedestres caminham em Wall Street, perto da Bolsa de Valores de Nova York 02/04/2018 REUTERS/Shannon Stapleton
Foto: Reuters

O índice Dow Jones subiu 0,58 por cento, a 24.920 pontos, enquanto o S&P 500 ganhou 0,347321 por cento, a 2.794 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançou 0,04 por cento, a 7.759 pontos.

O índice de bens de consumo subiu 1,3 por cento e deu a maior ajuda ao S&P 500, puxado pela PepsiCo, que ganhou 4,8 por cento, enquanto a Procter&Gamble subiu 2,5 por cento e a Coca-Cola avançou 1,3 por cento.

O índice de referência agora acumula alta de 4,5 por cento desde o fim de 2017, subindo cerca de 3 por cento nas quatro sessões, ajudado por notícias otimistas sobre a economia e resultados.

Preocupações sobre crescentes rendimentos de títulos e inflação potencialmente estável motivaram a liquidação do início de fevereiro, que confirmou uma correção para o mercado.

Resultados deverão se tornar essenciais para investidores nas próximas semanas, à medida que o período de resultados dos EUA ganha força, tirando o foco das recentes tensões comerciais. Os EUA e a China colocaram tarifas recíprocas sobre 34 bilhões de dólares de bens de cada uma na sexta-feira.

"Eles venderam por elas (as notícias de tarifas) e então isso se recuperou bem", disse Alan Lancz, presidente da Alan B. Lancz & Associates Inc.

O JPMorgan Chase, Wells Fargo e Citigroup devem divulgar resultados na sexta-feira. Suas ações caíram nesta terça-feira após liderarem os ganhos do mercado na segunda-feira.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade