PUBLICIDADE

Membro do BCE diz que há consenso crescente sobre corte de juros

25 mai 2024 - 14h12
Compartilhar
Exibir comentários

Há um consenso crescente dentro do Banco Central Europeu (BCE) sobre a necessidade de um primeiro corte nas taxas de juros, à medida que a inflação está diminuindo, criando as condições para aliviar sua política monetária, disse neste sábado o membro do conselho da instituição, Fabio Panetta.

"Parece-me que surgiu um consenso bastante geral sobre a possibilidade de um corte nas taxas", disse Panetta, presidente do Banco de Itália, durante a coletiva de imprensa após o final da reunião financeira do G7 em Stresa, no norte da Itália.

O presidente do Bundesbank, Joachim Nagel, disse na sexta-feira que o BCE deveria estar em posição de cortar as taxas de juros em 6 de junho, já que uma recuperação no crescimento salarial negociado em todo o bloco monetário de 20 países não era preocupante.

Panetta disse que a inflação mostra uma tendência subjacente comum, uma vez que os riscos para a estabilidade financeira diminuíram.

Os ministros e banqueiros do G7 fizeram um teste no qual as instituições das principais democracias industriais avaliaram seu desempenho em relação aos ataques cibernéticos, disse ele, acrescentando que o resultado foi satisfatório.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade