1 evento ao vivo

Longe da crise: a pet shop online que não para de crescer

Casal optou por loja na internet quando decidiu abrir o negócio

  • separator
  • 0
  • comentários

Depois de se descobrir frustrada com o próprio trabalho, Tatiane Begnossi, 28, decidiu apostar no sonho de empreender. Ao lado do noivo, Marco Domingues, 29, fundou a loja online Geração Pet, de produtos para animais de estimação. O e-commerce do casal de sócios foi lançado em abril de 2013, mas passou por várias etapas antes de se tornar um negócio lucrativo, que hoje cresce 10% ao mês.

Enquanto ainda pensavam sobre qual empresa queriam abrir, Tatiane e Marco notaram que muitas lojas online começavam a surgir vendendo produtos na forma de assinaturas. “Como a gente tinha um cachorro, tivemos a ideia de fazer um site que vendesse a assinatura de produtos básicos, como ração e antipulgas, que você precisa comprar sempre”, explica Tatiane.

Tatiane e Marco com os mascotes Bob (yorkshire), o responsável pela fundação da loja, Maya (vira-lata preta) e Cacau (vira-lata marrom)
Tatiane e Marco com os mascotes Bob (yorkshire), o responsável pela fundação da loja, Maya (vira-lata preta) e Cacau (vira-lata marrom)
Foto: Arquivo pessoal

O projeto inicial não deu certo. Tatiane conta que a maioria dos clientes preferia fazer compras pontuais, o que acabava dificultando a adesão ao serviço de assinatura. Depois de ver que aquela forma de venda não iria funcionar, o casal decidiu manter a loja online, mas em formato tradicional, sem a opção de assinatura.

Após seis meses, Tatiane e Marco encontraram um sócio para a empresa. A quantia de investimento não era alta, mas o bastante para melhorar alguns pontos essenciais para o negócio, como o estoque de produtos, por exemplo. “Tivemos investimento depois de seis meses, e depois de um ano a empresa já se mantinha. O lucro é reinvestido, o estoque está aumentando e a empresa está se pagando”, conta Tatiane.

Início complicado
Sem nenhum capital inicial e sem parceiros para desenvolver o site, o casal decidiu pôr a mão na massa para levar o projeto adiante. Quem colocou o site no ar foi o próprio Marco: pesquisou sobre programação na internet, fez alguns cursos online gratuitos e planejou o portal.

A logística foi outra dificuldade. No começo do negócio, o casal vendia produtos no site, corria para comprar de algum pet shop local e enviava os itens pelo correio. Depois, o estoque era feito dentro do apartamento do casal. Hoje, a empresa já conta com uma sala em Sorocaba (SP), onde guarda os produtos, e com uma rede de fornecedores e transportadores.

Negócio em expansão
A expectativa da dupla é continuar em expansão. Mesmo com o momento econômico delicado no país, o segmento pet continua a crescer. “Nossos clientes relatam que, mesmo em uma situação difícil, não abrem mão de dar o melhor para o cachorro. Se saem de uma marca de ração extremamente cara, vão para uma mais em conta”, descreve Tatiane.

Em 2015, os planos são encontrar um quarto sócio. O investimento será utilizado para aumentar as campanhas de marketing, melhorar processos de logística e expandir o negócio. “Todo mês a gente cresce pelo menos 10% em faturamento, em relação ao mês anterior. Essa análise é toda desse ano, e agora nossa prioridade é encontrar esse investimento”, completa.

Fonte: Canarinho Press
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade