0

Contra imposto digital, Febraban financia ministro fura-teto, diz Guedes

29 out 2020
13h33
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta quinta-feira que a Febraban, Federação Brasileira de Bancos, financia estudos de outras pastas e de "ministro fura-teto" em oposição à criação do imposto digital.

Ministro da Economia, Paulo Guedes
28/09/2020
REUTERS/Adriano Machado
Ministro da Economia, Paulo Guedes 28/09/2020 REUTERS/Adriano Machado
Foto: Reuters

Ao participar de audiência pública no Congresso, Guedes disse que, quando o governo fala em fazer o "digitax", bancos agem correndo por meio da Febraban.

"(Febraban) financia até programa de estudo de ministro gastador para ver se enfraquece o ministro que defende acabar com esse privilegiozinho (cobrança por transferências), esse cartoriozinho", disse Guedes.

"A Febraban financia até estudos de outros ministérios que não têm nada a ver com a atividade dela, ela financia justamente no lobby de enfraquecimento do ministro que está segurando a barra, que não quer deixar esse cartório prosperar", completou.

Guedes disse ainda que a entidade financia "ministro gastador para ver se fura-teto, para ver se derruba o outro lado".

Veja também:

Motociclista morre ao se envolver em batida com ônibus na BR 277, em Cascavel
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade