1 evento ao vivo

Conheça a história da briga dos irmãos que criaram Adidas e Puma

22 mar 2013
08h06

A rivalidade entre duas das marcas mais conhecidas do mundo foi além da competição empresarial. Foi uma briga de família que fez os irmãos Adolf e Rudolph Dassler se separarem e dividirem uma empresa que rumava a liderança comercial na época e montar cada um sua própria fábrica, segundo informações publicadas pelo site da rede CNN. A rivalidade entre os irmãos chegou a dividir os habitantes de uma cidade e durou cerca de 60 anos.

De acordo com a CNN, na década de 1920, os irmão eram sócios da empresa Dassler Brothers Sports Shoe Company, que tinha sede na cidade de Herzogenaurach, na Alemanha. Adolf era quem pensava e desenvolvia os sapatos, enquanto Rudolph os vendia. Os irmãos aderiram o partido nazista quando Hitler tomou o poder, em 1933, mas, mesmo assim, conseguiram convencer o americano Jesse Owens a utilizar seus tênis na Olimpíada de 1936, quando o atleta venceu quatro medalhas de ouro. A vitória do americano deu grande exposição aos sapatos e a marca explodiu.

Apesar do sucesso nos negócios, as esposas de ambos não se davam bem e auxiliaram para o início do conflito. De acordo com a CNN, a história que impulsionou o "ódio" entre os irmãos aconteceu na Segunda Guerra Mundial, quando em um bombardeio, Rudolph e sua mulher se juntaram a Adolf e sua esposa para se proteger. A mulher de Adolf teria dito que "os bastardos estão de volta", se referindo às forças aliadas, mas a mulher de Rudolph convenceu o marido de que o comentário se dirigiu a ela e sua família. Além disso, quando Rudolph foi chamado para o serviço militar ele suspeitou que tudo havia sido tramado por seu irmão e sua esposa para que ele fosse afastado dos negócios da empresa.

Em 1948, os irmãos decidiriam se separar e criaram duas empresas, dividindo os empregados. Adolf criou a Adidas, junção de seu apelido (Adi) com o sobrenome Dassler, enquanto Rudolph criou a Ruda - junção das inicias de seu nome e sobrenome -, mas posteriormente mudou para Puma, pois acreditava que esse nome soava mais atlético. Os dois construíram fábricas concorrentes em lados opostos da cidade e criaram uma grande rivalidade entre os moradores, fazendo com que algumas empresas locais vendessem apenas tênis de uma marca ou outra. Herzogenaurach chegou a ficar conhecida na época como "a cidade dos pescoços tortos", já que os moradores olhavam primeiro para os sapatos da outra pessoa antes de iniciar uma conversa.

Enquanto Rudolph e sua equipe de vendas conseguiam movimentar melhor seus produtos, Adi tinha mais conhecimento técnico e um melhor relacionamento com atletas. No entanto, com a rivalidade entre eles, ambos se esqueceram da Nike, que acabou dominando a indústria de calçados esportivos, deixando-os para trás.

O fim da rivalidade entre as empresas foi simbolizado apenas em 2009, quando funcionários das duas marcas realizaram uma partida amistosa de futebol. De acordo com a CNN, mesmo na morte a rivalidade ficou exposta entre os irmãos, já que ambos foram enterrados no mesmo cemitério, mas em extremidades opostas, ficando o mais longe possível um do outro.

Fonte: Terra
publicidade