1 evento ao vivo

Caoa Chery contrata 109 funcionários para produção do SUV Tiggo 8 em Goiás

Modelo é o primeiro utilitário-esportivo com capacidade para sete passageiros a ser fabricado no Brasil

13 ago 2020
05h10
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O grupo brasileiro Caoa Chery, 11º no ranking de vendas de automóveis e comerciais leves no Brasil, lançou ontem o utilitário-esportivo Tiggo 8, modelo premium que passa a ser o mais caro da marca à venda no mercado brasileiro. É o primeiro SUV com capacidade para sete passageiros a ser produzido no País, embora seu índice de nacionalização ainda seja inferior a 30%.

O Tiggo 8 é produzido na fábrica de Anápolis (GO), que contratou 109 trabalhadores para reforçar a linha de produção e emprega agora 1,59 mil pessoas. A empresa também produz no local os SUVs Tiggo 5x e Tiggo 7, ambos da marca chinesa Chery, e ix35 e Tucson, utilitários da marca coreana Hyundai, e os caminhões HR e RD.

Tiggo 8 custa 168,6 mil, mas será vendido em promoção de lançamento por R$ 156,9 mil.
Tiggo 8 custa 168,6 mil, mas será vendido em promoção de lançamento por R$ 156,9 mil.
Foto: Caoa Chery/Divulgação / Estadão

Já o SUV Tiggo 2 e os sedãs Arrizo 5 e Arrizo 6 são feitos em Jacareí (SP), na unidade da Chery que tem metade de suas ações nas mãos do empresário brasileiro Carlos Alberto de Oliveira Andrade, mais conhecido como Caoa, sigla que dá nome à sua empresa. A unidade tem 600 funcionários.

O grupo promete lançar num futuro próximo a marca Exceed, divisão de luxo da Chery, também para a produção de SUVs, um dos segmentos que mais cresce em vendas no mercado brasileiro. Os SUVs respondem por 26% das vendas totais de automóveis e comerciais leves e 5% deles são de versões para sete passageiros.

O Tiggo 8 custa 168,6 mil, mas será vendido em promoção de lançamento por R$ 156,9 mil - um desconto de R$ 11,7 mil por "curto prazo", diz a empresa, que não informou até quando.

Concorrentes importados

O modelo está disponível em versão única movida a gasolina. Vai disputar mercado principalmente com os importados Mistusbishi Outlander, que custa R$ 143 mil, Volkswagen Tiguan (171,7 mil), Toyota Hilux SW4 (R$ 268,9 mil) e Chevrolet Trailblazer (R$ 269,8 mil).

Márcio Alfonso, presidente da Caoa Chery, diz que, para iniciar a produção do novo modelo foram realizadas grandes modificações na fábrica em maquinário e no processo logístico. "Começamos com a produção de 300 unidades ao mês, mas na medida em que houver demanda podemos dobrar essa capacidade."

Entre as novidades tecnológicas o Tiggo 8 tem inédito motor 1.6 turbo, sensores de ponto cego, câmeras de visão 360°, carregador sem fio para celular, sensores de chuva, monitoramento de pressão e temperatura dos pneus, piloto automático convencional e sistema que permite escolher o ângulo de abertura do porta malas.

Veja também:

Senadora Simone Tebet (MDB-MS) defende representatividade mínima de 30% de mulheres na direção dos partidos
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade