PUBLICIDADE

BCE atingirá meta de inflação apesar de "ruído" dos dados, diz membro do Conselho

11 jun 2024 - 08h42
Compartilhar
Exibir comentários

O Banco Central Europeu (BCE) trará a inflação de volta à sua meta de 2% até o próximo ano, apesar do "ruído" esperado nos dados mensais deste ano, disse o integrante do Conselho do BCE François Villeroy de Galhau nesta terça-feira.

O BCE reduziu suas taxas em 0,25 ponto percentual em relação ao recorde de alta na semana passada, mas não se comprometeu com novos cortes em meio ao alto crescimento dos salários e a mais um aumento nas projeções de inflação.

O fluxo mensal dos dados de inflação seria volátil devido ao efeito de base dos números comparativos para energia, disse Villeroy em uma conferência financeira em Paris.

"Esse 'ruído' não é muito significativo e, portanto, ainda estamos mais 'orientados para as perspectivas' e analisaremos ainda mais de perto a previsão de inflação" Disse Villeroy.

"Continuamos confiantes de que, salvo um choque externo, levaremos a inflação de volta à nossa meta de 2% até o próximo ano, e que a alcançaremos com uma aterrissagem suave, e não dura", acrescentou.

Villeroy, que também é presidente do banco central francês, reiterou o pedido de uma abordagem gradual para as futuras mudanças nas taxas e disse que o BCE tem "uma margem de manobra significativa" para fazer cortes antes que a política monetária se tornasse restritiva.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade