PUBLICIDADE

Anglo American revisará ativos após baixas contábeis e queda nos lucros

22 fev 2024 - 08h40
Compartilhar
Exibir comentários

A Anglo American revisará seus ativos após uma queda de 94% no lucro anual e baixas contábeis em suas operações de diamantes e níquel, informou a empresa nesta quinta-feira.

A mineradora anunciou impairment de 1,6 bilhão de dólares em seu negócio de diamantes De Beers, devido à queda na demanda, e outro de 500 milhões de dólares em sua mina de níquel de Barro Alto, à medida que os preços foram atingidos pela desaceleração da demanda do setor de veículos elétricos.

"Estamos agora em um processo de análise sistemática de todos os nossos ativos para avaliar seu papel no portfólio, seu sucesso no portfólio, e absolutamente nada está fora de cogitação", disse o CEO Duncan Wanblad a repórteres.

A revisão deverá levar cerca de um ano, disse ele.

O lucro de 2023 atribuível aos acionistas da mineradora caiu para 283 milhões de dólares, de 4,5 bilhões de dólares no ano anterior. A empresa declarou um dividendo para o ano inteiro de 0,96 dólar por ação.

A dívida líquida aumentou de 6,9 bilhões de dólares para 10,6 bilhões, um pouco abaixo dos 10,93 bilhões de dólares esperados pelos analistas.

Não é a primeira vez que a Anglo, que também produz cobre, metais do grupo da platina (PGMs), minério de ferro e carvão siderúrgico, faz uma revisão de seus ativos quando os mercados de commodities chegam ao fundo do poço.

Há uma década, quando suas ações despencaram 75% devido às preocupações dos investidores com a escalada da dívida, a mineradora se preparou para vender ativos e cortar empregos, mas os planos foram abandonados graças à recuperação dos preços dos metais.

Tanto sua unidade sul-africana Kumba Iron Ore quanto a Anglo American Platinum anunciaram esta semana planos para cortar mais de 4.000 empregos e rever acordos com 780 empreiteiros.

A Anglo já havia anunciado cortes de gastos de 1,8 bilhão de dólares até 2026, depois de registrar uma baixa contábil de 1,7 bilhão de dólares em seu projeto de produção de nutrientes para fertilizantes na Grã-Bretanha. A empresa está em negociações com parceiros em potencial sobre opções que incluem a venda de uma participação no projeto.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade