0

Rodrigo Bocardi erra com postura de dono da verdade na Globo

Âncora gera manchetes negativas e desaprovação nas redes sociais ao contestar líder dos metroviários

29 jul 2020
11h12
atualizado às 11h14
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Tão importante quanto a mensagem, é a maneira como a transmitimos. O mensageiro pode deturpar o conteúdo no momento de comunicá-lo ao destinatário. Aconteceu com Rodrigo Bocardi no Bom Dia São Paulo de terça-feira (28).

Rodrigo Bocardi é apontado como futuro titular do Bom Dia Brasil e forte candidato a suceder William Bonner no Jornal Nacional
Rodrigo Bocardi é apontado como futuro titular do Bom Dia Brasil e forte candidato a suceder William Bonner no Jornal Nacional
Foto: Reprodução

Ao questionar um entrevistado a respeito dos fundamentos da greve dos funcionários do metrô paulistano, o apresentador passou a impressão de ser um inquisidor, no maquiavélico sentido histórico do termo.

“Como o sindicato enxerga uma greve, em meio à pandemia, de um serviço essencial que transporta milhões de pessoas que tiveram redução de seu salário, que estão em busca de emprego, que esperam um atendimento médico? Vocês acham razoável uma paralisação no meio de uma pandemia?”, indagou.

O questionamento feito por Bocardi estava correto, mas o tom usado inseriu arrogância à pergunta. Some-a a isso a própria imagem de prepotência do jornalismo da Globo. Pronto: entregou-se de bandeja argumento perfeito aos críticos do canal.

Ao responder, o presidente do Sindicato dos Metroviários de São Paulo, Altino de Melo Prazeres Junior, citou o G1, portal de notícias da Globo, como fonte de informação para reclamar do enriquecimento de bilionários em plena pandemia de covid-19, enquanto trabalhadores pobres sofrem os efeitos devastadores da crise. “Tá errado. A luta dos metroviários foi para resistir, para que a gente mantenha o nosso nível de vida", disse.

Vários veículos de imprensa e incontáveis perfis de redes sociais disseram que o âncora foi "jantado" pelo entrevistado. Estabeleceu-se analogia a Davi e Golias. De um lado, o povo explorado. No outro, a poderosa Globo com sua influência imensurável, colocando-se como portadora da verdade absoluta.

Quando atacam Bocardi querem mesmo é atingir a emissora do clã Marinho e tudo o que a empresa representa de negativo — principalmente o tendencionismo e a presunção — sob a ótica de quem a despreza. Por isso, quando alguém desconstrói ao vivo a fala presunçosa de um âncora do canal, a repercussão é imediata e ruidosa. São milhões de Davis contra um único Golias da TV.

Veja também:

Di Ferrero volta com tudo após se recuperar da covid-19

 

Sala de TV Blog Sala de TV - Todo o conteúdo (textos, ilustrações, áudios, fotos, gráficos, arquivos etc.) deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. A responsabilidade por todos os conteúdos aqui publicados, bem como pela obtenção de todas as autorizações e licenças necessárias, é exclusiva do blogueiro. Qualquer dúvida ou reclamação, favor contatá-lo diretamente no e-mail beniciojeff@gmail.com.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade