PUBLICIDADE

Damo Suzuki, cantor da influente banda de rock Can, morre aos 74 anos

10 fev 2024 - 19h47
(atualizado em 11/2/2024 às 16h48)
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Instagram/Can / Pipoca Moderna

Damo Suzuki, a voz icônica por trás da banda alemã Can durante seu período mais inovador, faleceu na sexta-feira (9/2) aos 74 anos. A notícia foi confirmada pelo Instagram oficial do Can neste sábado (10/2), sem mencionar a causa da morte. Suzuki, que vivia em Colônia, Alemanha, lutava contra um câncer de cólon desde 2014, doença que enfrentava pela segunda vez, após um primeiro diagnóstico aos 33 anos.

Nascido Kenji Suzuki na província de Kanagawa, Japão, o cantor deixou seu país natal ainda jovem, mergulhando na cultura hippie europeia. Sua carreira no Can começou de forma inusitada em 1970, quando foi descoberto pelos membros fundadores Holger Czukay e Jaki Liebezeit enquanto tocava nas ruas de Munique.

Impacto no rock de vanguarda

Suzuki substituiu o vocalista original, Malcolm Mooney, e rapidamente se integrou ao estilo experimental da banda, ajudando o Can a se tornar uma das bandas mais cultuadas e influentes do mundo, em meio ao surgimento do krautrock, o rock alemão caracterizado por distorções. Apesar de terem precursores no Velvet Underground, Can ainda representava um rock muito à frente de seu tempo, tanto que os shows da banda eram recebidos com choque pela juventude hippie de sua época.

O cantor é lembrado por seu método de improvisação vocal, misturando inglês, japonês e idiomas inventados, que se tornou essencial para o som único do Can. Sua presença contribuiu para a criação de obras-primas como "Tago Mago" (1971), "Ege Bamyasi" (1972) e "Future Days" (1973), álbuns que influenciam os mais diferentes músicos, como David Bowie, Television, Talking Heads, Bauhaus, The Fall, Sonic Youth e Radiohead, e continuam a ser referências de vanguarda até hoje.

Carreira solo e homenagens

Ele saiu do Can em 1973, após se casar e se unir às Testemunhas de Jeová, passando uma década longe da música antes de se aventurar em projetos solo e colaborações. Em seu retorno nos anos 1980, ele esteve à frente da Damo Suzuki Band e do selo Damo's Network. Seu último álbum, "Arkaoda", foi lançado em 2022, em parceria com o Damo Suzuki & Spiritczualic Enhancement Center.

Sua importância foi destacada em vida por outros artistas. Em 1985, a banda britânica The Fall lançou a música "I Am Damo Suzuki", inspirada pelo cantor. Uma década depois, a banda nova-iorquina The Mooney Suzuki, formada em 1996, escolheu seu nome a partir de uma junção dos nomes de Damo Suzuki e do primeiro cantor do Can, Malcolm Mooney.

A despedida do Can a Suzuki foi emocionante: "É com grande tristeza que temos que anunciar o falecimento de nosso maravilhoso amigo Damo Suzuki. Sua energia criativa sem limites tocou muitas pessoas em todo o mundo. A alma bondosa e o sorriso atrevido de Damo farão falta para sempre. Ele se juntará a Michael, Jaki e Holger para uma jam fantástica!"

Pipoca Moderna Pipoca Moderna
Compartilhar
Publicidade
Publicidade