PUBLICIDADE

Com portões já abertos, Taylor Swift anuncia adiamento de 2º show no Brasil após morte de fã

Cantora anunciou em suas redes sociais. Prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, informou que show foi adiado para segunda-feira, 20.

18 nov 2023 - 17h42
(atualizado às 18h49)
Compartilhar
Exibir comentários
Taylor Swift
Taylor Swift
Foto: REUTERS/Mario Anzuoni/File Photo

A cantora Taylor Swift anunciou neste sábado, 18, que o show, que seria feito nesta noite no Engenhão, no Rio de Janeiro, será adiado. De acordo com uma carta divulgada em seus stories no Instagram, a decisão veio devido às altas temperaturas na cidade.

"Estou escrevendo isso do meu camarim no estádio. Foi tomada a decisão de adiar o show desta noite devido às temperaturas extremas no Rio. A segurança e o bem-estar dos meus fãs, colegas artistas e equipe técnica devem e sempre estarão em primeiro lugar", escreveu em seu perfil oficial.

Taylor Swift anuncia adiamento
Taylor Swift anuncia adiamento
Foto: Reprodução/Instagram

O anúncio veio antes pelas redes sociais da cantora. Até por volta das 17h30, os fãs que já estavam dentro do estádio achavam apenas que o show iria atrasar. 

Nova data

Em seu perfil oficial do Twitter, o prefeito do Rio de Janeiro Eduardo Paes informou sobre o adiantamento e disse que o show acontecerá na segunda-feira, 20. 

“Acabei de receber um informe dos responsáveis do show da Taylor Swift que [disseram] que tem dois fatores que levam que o show seja adiado de hoje para segunda-feira. Primeiro, a artista parece não estar bem diante dos ocorridos de ontem. De fato, a temperatura do Engenhão está muito alta, tem muitos atendimentos médicos”, informou. 

Ainda segundo Paes, a orientação para quem já está no local do show é para ficarem tranquilos e que a “organização vai ver como será transferido para segunda-feira e, para quem não consegue, vão ver como recompensar as pessoas”.

Daniele Menin junto com Ana Clara
Daniele Menin junto com Ana Clara
Foto: Reprodução/Redes sociais

A estudante Ana Clara Benevides, de 23 anos, morreu durante o show da cantora na noite de sexta-feira, 17. De acordo com uma amiga, que acompanhava a jovem, a jovem estava bem quando ‘do nada, ela caiu e desmaiou’. 

“A gente estava na fila, né, estava bem quem só. Mas, ela estava bem, a gente estava super animada. E aí, do nada, logo na segunda música do show ela simplesmente caiu, desmaiou”, conta Daniele em entrevista ao Jornal Hoje, da TV Globo. “Não falou nada. A gente estava chorando de emoção, de ver a Taylor, e aí ela caiu assim. O pessoal puxou (sic) ela para fora, a gente estava bem na grade, e aí eu pulei a grade e a gente foi correndo para o postinho de apoio deles ali”. 

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, Ana teve uma parada cardiorrespiratória e o motivo do óbito ainda está sendo investigado. Pelas redes sociais, Taylor Swift lamentou profundamente a morte da jovem e disse estar ‘devastada’. 

"Não acredito que estou escrevendo essas palavras, mas é com o coração partido que digo que perdemos uma fã hoje à noite, antes do meu show", escreveu Swift. "Eu nem posso dizer o quão arrasada estou com isso". 

A morte ocorreu em um dia marcado pelas altas temperaturas na capital, que está na lista de alerta do Inmet para ondas de calor extremo, e por críticas de fãs à organização do evento por impedir o acesso do público com garrafas d'água.

Após o ocorrido, a Time For Fun, organizadora do evento, veio a público informar que iria reforçar o plano de ação para a segurança dos fãs para os próximos show, com novos pontos de distribuição de água e o efetivo de serviços e atendimento médico será reforçado. 

“Também será permitida a entrada no estádio com copos de água lacrados e alimentos industrializados lacrados, sem limitação de itens por pessoa. Garrafas plásticas também serão autorizadas no acesso. Esclarecemos que a exigência dos itens serem lacrados segue recomendações de segurança”, informou. “É vedado qualquer outro material como metal, alumínio e garrafas térmicas”. 

Sobre a proibição da entrada de garrafas de água no estádio, a organizadora disse que “é uma exigência feita por órgãos públicos”. E que também não realizam a comercialização de bebidas e alimentos, sendo essa “uma atribuição da administração do estádio”. 

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade