PUBLICIDADE

Beyoncé completa 40 anos! Confira momentos em que ela deu o nome

Muito além de cantora, a Queen B é uma potência inspiradora

4 set 2021 10h02
ver comentários
Publicidade
Para celebrar a data, separamos momentos em que ela fez história.
Para celebrar a data, separamos momentos em que ela fez história.
Foto: Instagram: @beyonce / Famosos e Celebridades

Hoje a #BeyHive está em festa, afinal Beyoncé completa a chegada dos 40 anos! Diva pop, mamãe, feminista, mulher, negra e dona de um legado que vai muito além de hits de sucesso ao longo da carreira.

Nascida em Houston, no Texas, a estrela sempre gostou de cantar e dançar. Com o apoio dos pais, montou o grupo Destiny's Child, sucesso no fim da década de 90. Hoje, em carreira solo, ela está casada com o rapper Jay-Z desde 2008 e se tornaram um dos casais mais poderosos do mundo. 

Em 2011, Bey fez história no VMA, ao anunciar sua primeira gradivez durante a premiação. Blue Ivy Carter nasceu em 7 de janeiro de 2012. Em junho de 2017, ela voltou a dar à luz aos gêmeos Rumi Carter e Sir Carter. 

Para celebrar a data de forma muito especial, o Famosos e Celebridades separou 5 momentos em que a Bey literalmente deu o nome. Confira:

Mulher com mais prêmios Grammy da história 

Na 63ª edição da principal premiação musical do mundo realizada em 2021, ela fez história ao se tornar a mulher com mais vitórias na história do evento, somando 28 estatuetas. Na classificação geral, ela Bey está empatada com o produtor Quincy Jones e ambos só perdem para o maestro Georg Solti, que ganhou 31 vezes.

"Eu estou trabalhando a vida inteira desde os nove anos de idade. Nem acredito que isso está acontecendo, essa noite é mágica", disse a cantora ao celebrar a conquista em abril deste ano. 

1ª  mulher negra a usar o famoso diamante amarelo Tiffany & Co

O assunto é recente e rendeu demais! Recentemente, a Queen B compartilhou uma foto ao lado do rapper Jay-Z, seu marido, usando o intocável diamante amarelo Tiffany & Co, de 128,54 quilates, encontrado na África do Sul, em 1877.

Só para se ter ideia, a peça é avaliada em R$ 160 milhões e mais do que arrasar, a cantora se consagrou ao ser a primeira artista negra a usar a joia que só havia sido usada até então por quatro mulheres. Sra. E. Sheldon Whitehouse, Audrey Hepburn, Lady Gaga e Gal Gadot. É poder que fala, né?

1ª capa da Vogue a ser clicada por um fotógrafo negro

Em 2018, ela estrelou a capa da Vogue que celebrava os 125 anos de história. Só por esse fato já seria uma mega conquista, né? Acontece que, a publicação ainda teve Tyler Mitchel, como o primeiro fotógrafo negro a assinar uma capa. Ah, e vale lembrar que o convite para clicá-la partiu da própria famosa.

Segundo a Huff Post, Bey ainda teria conquistado diversos poderes, inclusive a liberdade criativa total sobre a capa do mês, sendo que foi a primeira vez que Anna Wintour, editora-chefe abriu mão de comandar todos os detalhes. 

Icônica, dona de 6 grammys em uma única edição

Em 2010, a artista quebrou o recorde ao levar para casa 6 troféus. Cinco pelo álbum "I Am... Sasha Fierce", e o sexto por "At Last", projeto para o longa "Cadillac Records".

Sete anos mais tarde, Adele repetiu o feito, no entanto, fez questão de destacar a importância de Knowles em sua carreira, o que rendeu boas lágrimas da artista. "Eu não posso aceitar esse prêmio, estou muito honrada, muito agradecida e enobrecida, mas a artista da minha vida é a Beyoncé. O álbum "Lemonade" foi tão monumental, Beyoncé. Foi monumental e bem pensado, lindo e íntimo. Nós apreciamos isso. Todos nós, artistas aqui, a adoramos. Você é a nossa luz", declarou a britânica na época.

Popularizou o conceito de alterego de um artista

Em 2008, Beyoncé lançou o álbum "I am... Sasha Fierce", dividindo-o em duas partes. "I am", segundo a artista, era ela de verdade, com músicas românticas influenciadas pelo R&B, como foi o caso de "If I Were a Boy" e "Halo".

Já o "Sasha Fierce", seria o alterego, ou seja, uma mulher muito sedutora. As canções tinham batidas mais agitadas, como "Single Ladies" e "Diva". "Metade do álbum, 'I Am...' é sobre quem eu sou por baixo de toda a maquiagem, sob as luzes e sob todo o emocionante drama estelar. E 'Sasha Fierce' é o lado mais engraçado, sensual, agressivo, mais aberto e mais glamouroso que aparece quando estou no palco", disse na ocasião.

Ufa... essa mulher é espetacular, né? Aproveite o seu dia, Queen B! 

Famosos e Celebridades
Publicidade
Publicidade