4 eventos ao vivo

'Tenet', de Christopher Nolan, é adiado novamente

Surto do coronavírus fez com que produtora adiasse mais uma vez planos de lançamento do filme, que agora deve estrear em agosto

26 jun 2020
10h45
atualizado às 11h02
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A produtora e distribuidora Warner Bros adiou na quinta-feira o lançamento do novo filme do diretor Christopher Nolan, Tenet, pela segunda vez devido ao surto de coronavírus, causando outro revés nas esperanças do setor cinematográfico por uma retomada nos próximos meses.

Diretor Christopher Nolan durante tapete vermelho da 71ª edição do Festival de Cannes
13/05/2018
REUTERS/Stephane Mahe/
Diretor Christopher Nolan durante tapete vermelho da 71ª edição do Festival de Cannes 13/05/2018 REUTERS/Stephane Mahe/
Foto: Reuters

Tenet está programado agora para chegar aos cinemas em 12 de agosto, informou a empresa em comunicado. A maioria dos cinemas dos Estados Unidos permanece fechada para ajudar a conter a propagação da pandemia.

Isso ocorre porque houve um aumento recente de casos de coronavírus em vários Estados do país.

"A Warner Bros está comprometida em levar Tenet ao público nos cinemas, na telona, quando os expositores estiverem prontos e as autoridades de saúde pública disserem que é hora", disse uma porta-voz.

Tenet é um dos filmes de grande orçamento com os quais os operadores de cinema contam para atrair o público de volta às salas após uma paralisação mundial no início deste ano.

Estrelado por John David Washington e Robert Pattinson, pouco foi revelado sobre o enredo do épico de espionagem. O filme estava programado para estrear em 17 de julho.

Atualmente, cerca de 780 cinemas internos estão abertos nos Estados Unidos, de acordo com a empresa de monitoramento Comscore.

Veja também:

Wagner Moura revela planos para carreira após 'Sergio'
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade