PUBLICIDADE

É possível fazer 22 km/l com o Kia Stonic na cidade (ou mais)

Carros híbridos leves como o Kia Stonic trazem funcionamento simples e permitem muita economia; depende de como você dirige

12 jul 2022 - 09h01
Compartilhar
Exibir comentários
Kia Stonic Hybrid 1.0 turbo
Kia Stonic Hybrid 1.0 turbo
Foto: Sergio Quintanilha / Guia do Carro

Quer um carro econômico, ligeiramente ecológico e razoavelmente acessível? Procure um híbrido leve. Os carros com tecnologia MHEV (Mild Hybrid Electric Vehicle) são a nova moda no mercado brasileiro. Marcas como a Kia e a Caoa Chery aderiram para reduzir seus níveis de emissão de gás carbônico (CO2). E a vantagem pode ser grande. Ao volante do Kia Stonic Hybrid conseguimos fazer 22 km/l na cidade.

Mas isso não é tudo. Essa média de 22 km/l foi feita num percurso de 12 km, com a maior parte em avenida com  bom fluxo e sem semáforos, mas também houve trechos de frenagem, lombada, trânsito e retomadas de velocidade. Rodando apenas na Marginal Pinheiros, com velocidade média de 80 km/h, acelerações leves e poucas frenagens, o Kia Stonic Hybrid fez 25,9 km/l de gasolina.

Dirigindo de forma econômica, fizemos 25,9 km/l com o Stonic na Marginal.
Dirigindo de forma econômica, fizemos 25,9 km/l com o Stonic na Marginal.
Foto: Cris Prado / Guia do Carro

O consumo de um carro depende muito da forma como o motorista dirige. Por isso, o Inmetro faz uma medição mais rigorosa, considerando a média dos motoristas e também o trânsito. Os números oficiais do Kia Stonic indicam 13,7 km/l na cidade e 13,8 km/l na estrada. O motor é 1.0 turbo a gasolina de 118 cv acoplado a um pequeno motor elétrico de 6 cv e um câmbio automático de 7 marchas. A potência combinada é de 120 cv e o torque é de 200 Nm.

O consumo na estrada é maior porque é onde o motorista exige mais potência, pois roda com mais velocidade. O Toyota Corolla Cross Hybrid, por exemplo, faz 17,8 km/l de gasolina na cidade e 14,7 km/l na estrada. O sistema do Corolla Cross, entretanto, é o híbrido completo (HEV), ou seja, ele pode tracionar com dois motores elétricos em baixa  velocidade.

Um dos itens presentes no Kia Stonic e em outros modelos MHEV é o modo “velejar”. Quando o condutor tira o pé do acelerador e deixa o veículo rodar em modo de inércia, sem acelerar ou frear, e de acordo com o nível de carga da bateria, o motor a combustão é desligado de maneira imperceptível, poupando combustível. A qualquer movimento dos pedais, o motor liga automaticamente.

Comparativo entre os sistemas híbrido completo (no alto) e híbrido leve.
Comparativo entre os sistemas híbrido completo (no alto) e híbrido leve.
Foto: Kia / Divulgação

Os dois sistemas são bem parecidos, porém o custo do sistema híbrido leve é muito menor. O custo para reduzir 15% de emissão de CO2 num híbrido leve é de 700 euros (cerca de 12.000 reais), enquanto o custo para reduzir 30% de CO2 num híbrido completo é de 3.000 euros (cerca de 25.000 reais). Isso, evidentemente, aparece no preço final do veículo. Por isso, enquanto um Kia Stonic Hybrid custa R$ 147.990, um Toyota Corolla Cross Hybrid parte de R$ 198.290.

Em termos de eficiência energética, porém, um Corolla Cross Hybrid, mesmo sendo de  categoria superior, traz mais vantagens do que um Stonic Hybrid. Segundo o Inmetro, o consumo energético do Corolla Cross híbrido completo é de apenas 1,31 MJ/km, enquanto o do Stonic híbrido leve é de 1,55 MJ/km. Mas esses números interessam mais aos fabricantes do que ao público, pois envolvem níveis de impostos por emissões.

Motor 1.0 turbo do Kia Stonic é acoplado a um pequeno motor elétrico.
Motor 1.0 turbo do Kia Stonic é acoplado a um pequeno motor elétrico.
Foto: Kia / Divulgação

De qualquer forma, não deixa de ser surpreendente que um híbrido leve como o Kia Stonic consiga fazer 22 km/l de média em um longo trecho urbano. Vale dizer também que o cliente de um carro híbrido deve ter mais interesse numa condução econômica do que rápida, pois o pé pesado no pedal do acelerador sempre vai consumir mais energia (até elétrica).

Guia do Carro
Compartilhar
Publicidade
Publicidade