PUBLICIDADE

OpenAI estuda vender versão premium do ChatGPT para empresas

Companhia americana de inteligência artificial quer garantir a 'longevidade' da ferramenta de conversas

11 jan 2023 - 16h28
Compartilhar
Exibir comentários

A OpenAI, dona do ChatGPT, estuda monetizar o seu robô de conversas movido a inteligência artificial, afirmou nesta quarta-feira, 11, a companhia em servidor próprio no Discord. Até então, o ChatGPT é gratuito para todos os usuários.

A companhia declarou que está "começando a pensar sobre como monetizar o ChatGPT" para "garantir a viabilidade no longo prazo" da ferramenta. Segundo a postagem no Discord, a OpenAI considera chamar a versão premium de ChatGPT e levantou uma enquete para entender como precificar o serviço.

Além disso, a versão paga traria limites mais altos e maior velocidade de processamento nas respostas e diálogos com a inteligência artificial, tuitou o presidente executivo e cofundador da OpenAI, Greg Brockman. Recentemente, o CEO já havia publicado no Twitter que o prejuízo da empresa "é de chorar", referindo-se ao alto custo para manter a IA em operação.

Recentemente, a Microsoft começou a aumentar o interesse na OpenAI, empresa em que investiu US$ 1 bilhão em 2019. Agora, a companhia dona do Windows pretende aumentar a aposta e aportar outros US$ 10 bilhões na empresa de inteligência artificial, além de integrar a ferramenta ao Bing, buscador que compete diretamente com o Google.

Além disso, a OpenAI pode estar avaliada em US$ 29 bilhões em janeiro de 2023, depois de levantar uma rodada de investimento liderada por Thrive Capital e Founders Fund. A cifra colocaria a empresa entre as sete startups mais valiosas dos Estados Unidos, segundo o ranking do CBInsights.

Estadão
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade