PUBLICIDADE

Por que os cães correm atrás do próprio rabo?

26 nov 2023 - 13h31
Compartilhar
Exibir comentários

Os cães têm fascinado os seres humanos por séculos, e muitos de seus comportamentos peculiares continuam a intrigar e entreter os amantes de animais. Um desses comportamentos que desperta curiosidade é a tendência que os cães têm de perseguirem incessantemente o próprio rabo.

Os cães mais jovens costumam fazer isso simplesmente por diversão. Eles podem ainda não ter compreendido que suas caudas são parte integrante de seus corpos e esse comportamento é uma expressão natural de sua curiosidade e vitalidade. Mas existem outras causas para essa "mania" também!.

Tédio e busca por atenção

O tédio costuma levar os cães a comportamentos inapropriados. (Fonte: Getty Images)
O tédio costuma levar os cães a comportamentos inapropriados. (Fonte: Getty Images)
Foto:  GettyImages  / Mega Curioso

O tédio pode ser um fator motivador, especialmente quando os cães ficam sozinhos por longos períodos. A falta de estímulo pode levá-los a buscar atividades autoimpostas, como perseguir o próprio rabo. Proporcionar exercícios e brincadeiras pode ser uma solução simples para combater esse comportamento.

Alguns cães perseguem o rabo para chamar a atenção de seus donos. Se esse comportamento foi recompensado com risos ou elogios, o animal pode repeti-lo buscando atenção positiva. Ignorar o comportamento enquanto fornece atenção saudável em outros momentos pode ajudar a desencorajar essa prática.

Problemas de saúde e predisposição genética

Bull Terrier é uma raça propensa a esse comportamento. (Fonte: Getty Images)
Bull Terrier é uma raça propensa a esse comportamento. (Fonte: Getty Images)
Foto:  GettyImages  / Mega Curioso

A perseguição do rabo também pode ser um indicativo de problemas de saúde, incluindo ferimentos na cauda, coceira devido a parasitas, glândulas anais impactadas ou alergias alimentares. Se o comportamento persistir ou se intensificar, uma visita ao veterinário é aconselhável.

Além disso, certas raças de cães, como bull terriers e pastores alemães, são conhecidas por serem mais propensas a comportamentos compulsivos, incluindo perseguir o rabo. Isso indicaria uma predisposição genética para esse comportamento.

Estudos científicos têm sugerido uma associação entre a perseguição do rabo e distúrbios neurológicos, como o transtorno compulsivo canino. Uma pesquisa liderada por Hannes Lohi, geneticista da Universidade de Helsinque, examinou 368 cães de raças propensas a esse comportamento. O estudo relevou que cerca da metade dos cães que perseguem o rabo exibem outros tipos de compulsões.

(Fonte: Getty Images)
(Fonte: Getty Images)
Foto:  GettyImages  / Mega Curioso

Notavelmente, cachorros que receberam suplementos dietéticos, especialmente vitaminas e minerais, mostraram-se menos propensos a perseguir o rabo, indicando possíveis influências genéticas e ambientais. Fêmeas castradas também apresentaram menor propensão, sugerindo uma relação com hormônios ovarianos. Essas descobertas destacam a complexidade dos fatores que contribuem para esse comportamento e fornecem percepções valiosas sobre causas e formas de manejo.

A perseguição do rabo em cães pode ter diversas origens, desde o instinto de brincar até questões mais sérias de saúde e comportamento. Ao compreender as razões por trás dessa prática, os tutores podem adotar abordagens adequadas para lidar com a situação. Em casos persistentes, especialmente quando houver comportamentos compulsivos, a orientação de um veterinário é essencial.

Mega Curioso
Compartilhar
Publicidade
Publicidade