PUBLICIDADE

O que é trap? Veja significado, artistas e diferenças do rap

Saiba mais sobre o trap, gênero musical que faz sucesso nas periferias, e entenda quais são as principais diferenças para o rap e hip hop

19 abr 2023 - 11h32
(atualizado às 11h33)
Compartilhar
Exibir comentários
Migos
Migos
Foto: Reprodução

O trap está no auge, né? E você sabia que esse gênero musical derivado do rap se originou na década de 1990 em Atlanta, no sul dos Estados Unidos? Sim, ele é caracterizado pelo uso de batidas pesadas, sintetizadores, samples de instrumentos acústicos e eletrônicos. É um estilo de instrumental que geralmente apresenta um número menor de batidas por minuto (BPM) em comparação com o boom bap. 

O ritmo do trap tem um bumbo mais marcante e potente, como o Roland TR-808 (uma bateria eletrônica), e uma caixa com sonoridade mais suave.

A música trap apresenta sons de alta intensidade e frequência aguda, características típicas da música eletrônica, que proporcionam um ritmo bem dançante. Dessa forma, os sons predominantes na composição são instrumentais, tendo em vista a valorização e aprimoramento dessas características musicais.

Qual é o significado de trap?

O nome “trap” vem da palavra “trap house”, termo usado para se referir às casas onde se vendiam drogas ilegais em bairros dos Estados Unidos. As letras das músicas frequentemente retratam a realidade dos bairros periféricos, destacando a violência, drogas, a vida nas ruas, a luta para sobreviver em um mundo hostil e as consequências de se envolver com o crime.

Apesar de suas origens controversas, o trap se tornou um dos gêneros musicais mais populares dos últimos anos, sendo usado como uma forma de expressão artística e social.

Qual a diferença entre rap, trap e hip hop?

Apesar do rap, trap e o hip hop serem gêneros musicais relacionados, cada um tem suas próprias características distintas. Se liga:

Rap

O rap é um gênero musical que se originou na comunidade afro-americana no final dos anos 1970 e início dos anos 1980, em Nova York. Ele se caracteriza pelo uso de rimas e ritmo falado, geralmente acompanhados de uma batida simples e uma linha de baixo forte. As letras das músicas de rap costumam abordar temas sociais, políticos e culturais, como questões raciais, desigualdade, violência urbana e a vida nas ruas.

Hip hop

O hip hop surgiu no final dos anos 1970 em comunidades afro-americanas e latino-americanas, também em Nova York. Ele se caracteriza por batidas rítmicas, samples de outras músicas, scratches e o uso de rimas faladas em ritmo com a música. As letras das músicas de hip hop costumam abordar temas como desigualdade racial e violência.

Trap

O trap é um subgênero do rap. É caracterizado pelo uso de batidas lentas e pesadas, com um forte uso de sintetizadores. As letras das músicas de trap falam sobre temas relacionados ao cotidiano urbana, nas favelas, drogas, sexo, dinheiro e poder. O trap geralmente não segue uma estrutura definida, permitindo que os artistas experimentem mais com as batidas e a estrutura geral da música.

Principais nomes do trap brasileiro

Matuê

Matuê
Matuê
Foto: Mateus Aguiar/Divulgação

Matheus Brasileiro Aguiar, de 29 anos, mais conhecido como Matuê, é um dos representantes mais populares do trap nacional. Em 2020, o cantor lançou seu primeiro álbum “Máquina do Tempo”, batendo recordes de reproduções em plataformas digitais no dia da estreia. Matuê é destaque no cenário musical desde o início de sua carreira em 2016, com o single “RBN”.

MC Ryan SP

MC Ryan SP
MC Ryan SP
Foto: Reprodução

Nascido e criado na favela Zaki Narchi, na zona norte de São Paulo, Ryan Santana dos Santos ou MC Ryan SP, tem 21 anos e ficou conhecido por seus sucessos como “Revoada Sem Você”, “Favela”, “Vergonha para Mídia” e outros hits que retratam a realidade da favela e suas experiências.

L7nnon

L7nnon
L7nnon
Foto: Reprodução

Lennon dos Santos Barbosa Frassetti foi criado em Realengo, no Rio de Janeiro. Chegou a fazer sucesso como skatista e, em meio a vivência dos campeonatos pelo mundo, lançou sua primeira música “Mais Um Capítulo”, em 2017. Em novembro de 2020, L7nnon lançou o primeiro álbum, “Hip Hop Hare”, e não demorou muito para que o projeto ficasse entre os 50 mais ouvidos do Spotify, com mais de 60 milhões de streams.

MC Cabelinho

MC Cabelinho
MC Cabelinho
Foto: Reprodução

Victor Hugo Oliveira do Nascimento, de 27 anos, mais conhecido como MC Cabelinho, nasceu na favela Pavão-Pavãozinho, na zona sul do Rio de Janeiro. Começando a lançar músicas de forma independente na internet em 2011, hoje o cantor conta com grandes hits como “Eu Te Avisei”, “Essência do Cria” e “X1”.

Artistas de trap internacionais

Travis Scott

Travis Scott
Travis Scott
Foto: Reprodução

Jacques Berman Webster II, 31 anos, mais conhecido por seu nome artístico Travis Scott, é um dos maiores nomes do trap. Começando a carreira como produtor musical aos 17 anos, seus primeiros lançamentos foram as mixtapes “Cruis’n USA”, “Owl Pharaoh” e “Days Before Rodeo”. Em 2015, seu primeiro álbum de estúdio, "Rodeo", ganhou vida.

Lil Peep

Lil Peep
Lil Peep
Foto: Reprodução

Gustav Åhr, o Lil Peep, foi um grande nome no cenário do trap que infelizmente faleceu em novembro de 2017, era conhecido por seu som emo e melódico. Ganhou reconhecimento em 2015 com a mixtape “Lil Peep Part One”, e então em agosto de 2017 lançou seu álbum de estreia “Come Over When You’re Sober (Part One)”, misturando elementos emo, punk e trap, com letras emotivas.

Cardi B

Cardi B
Cardi B
Foto: Reprodução

Nascida e criada no Bronx, em Nova York, Belcalis Marlene Almanzar, conhecida profissionalmente como Card B, começou a carreira como dançarina e stripper. Em 2015 ela participou do reality “Love & Hip Hop”, do VH1, programa que acompanha mulheres do rap. Com a música “Bodak Yellow”, lançada em junho de 2017, Cardi B se tornou rapidamente um sucesso, alcançando o topo das paradas musicais americanas por três semanas seguidas.

Migos

Formado em 2008 na Geórgia, Estados Unidos, os integrantes Offset, Quavo e Takeoff lançaram o primeiro álbum do grupo, “Yung Rich Nation”, em 2015. Com o single “Bad and Boujee”, o grupo alcançou o topo da Billboard Hot 100, tornando-se o primeiro número um dos Migos nos Estados Unidos. Juntos eles lançaram quatro álbuns de estúdio, “Yung Rich Nation” (2015), “Culture” (2017), “Culture II” (2018), e o mais recente, “Culture III” (2021).

Fonte: Visão do Corre
Compartilhar
Publicidade
Publicidade