PUBLICIDADE
Patrocínio Logo do patrocinador

4 dicas para cuidar da saúde íntima feminina no verão

A umidade e o aumento da temperatura podem afetar a saúde íntima feminina e provocar diversos problemas ginecológicos

2 dez 2023 - 13h01
(atualizado em 4/12/2023 às 18h54)
Compartilhar
Exibir comentários

Nos últimos dias, o Brasil viveu uma onda de calor histórica, que elevou bastante as temperaturas do país e gerou a necessidade de priorizar alguns cuidados com a saúde, como o uso de protetor solar e aumentar a hidratação. 

No entanto, um fator que é, muitas vezes, negligenciado durante períodos de calor intenso é a saúde íntima feminina, que pode sofrer com diversas doenças relacionadas ao mal cuidado, como inflamações, candidíase, corrimentos e infecções. 

O especialista em ginecologia e obstetrícia, Dr. Alexandre Silva e Silva, explica que o clima quente é ideal para a proliferação de fungos e bactérias, por conta da transpiração íntima ser maior neste período.

"Altas temperaturas podem afetar a saúde íntima feminina de várias formas, mas a principal delas é o aumento da transpiração, o que pode aumentar a proliferação de fungos e bactérias e os riscos de candidíase e vaginose bacteriana, além de contribuir para deixar a região mais abafada", alerta. 

Assim, adotar algumas medidas de higiene íntima é fundamental para evitar esses problemas nos dias de calor intenso. Abaixo, o especialista destaca dicas que podem ajudar a cuidar da saúde íntima feminina no verão. Confira:

Dicas para manter a saúde íntima no calor

Higiene adequada

Manter uma rotina de higiene íntima é importante para prevenir infecções e inflamações na durante o verão. Lave-se sempre com água limpa e sabonetes próprios para a região íntima para não alterar o pH do local. 

Roupas respiráveis

Opte por vestir roupas leves, preferencialmente tecidos naturais, como algodão, para permitir a ventilação e reduzir o acúmulo de umidade na região genital.

"Dormir sem calcinha também ajuda a evitar a proliferação de bactérias na região íntima", reforça Silva. 

Troque peças íntimas regularmente

Troque as roupas íntimas com frequência para evitar a umidade excessiva e possíveis proliferações de bactérias responsáveis por doenças ginecológicas. 

Evite o protetor diário

O uso do protetor diário não é recomendado em períodos de altas temperaturas. De acordo com o médico, ele pode contribuir para abafar ainda mais a região íntima e aumentar secreções e corrimentos.

5 dicas para evitar a retenção de líquido no calor 5 dicas para evitar a retenção de líquido no calor

Alto Astral
Compartilhar
Publicidade
Publicidade