PUBLICIDADE
Patrocínio Logo do patrocinador

Por que você não deve usar o mesmo protetor solar no corpo e rosto

Acne, cravos, alergias e outras complicações podem ser o resultado dessa mistura

2 dez 2023 - 05h00
Compartilhar
Exibir comentários

Como as temperaturas altas já adiantam, está chegando o verão, época em que ficamos mais expostos ao sol e, consequentemente, temporada em que a proteção solar se torna algo indispensável, seja para proteger o rosto, seja para proteger o corpo dos raios UVA e UVB.

Para evitar queimaduras do sol, manchas pelo corpo e, também, o câncer de pele, usar filtro solar é uma atitude obrigatória no nosso dia a dia. Mas algumas pessoas podem ter dúvidas com relação ao seu uso.

Uma das principais questões ao redor do tema é: o filtro solar que usamos no corpo também pode ser aplicado no rosto? Lucas Miranda, médico dermatologista membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, deu algumas dicas que podem te ajudar a proteger a pele no verão.

Posso usar o mesmo filtro no rosto e no corpo?

Está chegando o verão, época em que ficamos mais expostos ao sol e, consequentemente, temporada em que a proteção solar se torna algo indispensável
Está chegando o verão, época em que ficamos mais expostos ao sol e, consequentemente, temporada em que a proteção solar se torna algo indispensável
Foto: Delmaine Donson

O especialista não recomenda o uso da mesma proteção solar no rosto e no corpo. "Os produtos para uso na pele, como protetores solar e cosméticos, são formulados para fins específicos de uso e isso influencia em sua composição", diz.

Não que você jamais possa fazer isso, pelo contrário. Lucas pontua que o protetor solar formulado para ser usado no corpo vai, sim, cumprir sua função de proteger o rosto de queimaduras, mas a formulação do mesmo não levou em contas variações específicas de cada tipo de pele.

"O protetor solar facial é formulado levando cada tipo de pele em consideração. Assim, um protetor solar facial para pele oleosa vai evitar o surgimento e proliferação de espinhas, ajudando a equilibrar aquele tipo de pele. Um protetor facial para pele seca vai ajudar a evitar que o ressecamento se intensifique, e por aí vai", comenta.

8 dicas da ciência para retardar o envelhecimento 8 dicas da ciência para retardar o envelhecimento

O que acontece quando usamos o mesmo protetor solar no corpo e no rosto?

Lucas explica que, ao usarmos o mesmo protetor no rosto e no corpo, teremos maior propensão a desenvolver acnes, espinhas, alergias e comedões (cravos) – ainda mais se a pele for oleosa.

Além disso, adiciona o médico, o protetor solar facial com cor protege também contra a luz visível, evitando manchas de pele causadas por esse tipo de exposição, o que o protetor solar corporal não faz.

Como combater as acnes de verão?

O médico reforça que a acne é uma condição de pele complexa que deve ser avaliada individualmente pelo dermatologista. "Em geral, o tratamento pode ser medicamentoso, com medicamentos de uso oral ou tópico. Também pode envolver o uso de equipamentos modernos para tratamento das cicatrizes de acne”, aconselha.

Já em relação ao surgimento de espinhas no verão, ele alerta para o skin care: o médico deve "recomendar produtos adequados para casa tipo de pele, a pele oleosa tem mais tendência a desenvolver acne, então, deve-se priorizar os produtos não-comedogênicos e próprios para a pele oleosa, isso vale para todos os produtos que forem usados no rosto, não só protetor solar".

Outro ponto de atenção, principalmente na época mais quente do ano é a higienização do rosto, que deve ser feita após entrar no mar ou na piscina, sempre reaplicando o protetor solar em seguida.

5 dicas para emagrecer com saúde em tempo pro verão:
Fonte: Redação Terra Você
Compartilhar
Publicidade
Publicidade