PUBLICIDADE

Síndrome do intestino irritável: entenda o problema que afeta Yasmin Brunet

Dados da World Gastroenterology Organization mostram que mulheres jovens e de meia-idade são as mais atingidas

9 jul 2024 - 02h13
Compartilhar
Exibir comentários

Durante sua participação no BBB 24, a modelo e atriz Yasmin Brunet desabafou para os colegas de confinamento que sofre com a Síndrome do Intestino Irritável (SII). De acordo com a médica Flavia Cohen, trata-se de uma condição gastrointestinal crônica que atinge o funcionamento do intestino grosso (cólon). Ela afirma que a causa exata não é completamente compreendida, mas várias questões podem contribuir para o seu desenvolvimento, como sensibilidade visceral, distúrbios da flora intestinal e fatores psicológicos.

Divulgação TV Globo
Divulgação TV Globo
Foto: Mais Novela

Os sintomas podem variar de pessoa para pessoa, mas incluem dor abdominal ou desconforto (frequentemente aliviados após a evacuação); alterações nos hábitos intestinais (como constipação, diarreia ou uma combinação de ambos); sensação de inchaço ou distensão abdominal; gases excessivos; sensação de esvaziamento incompleto do intestino após evacuar; muco nas fezes; manifestações gastrointestinais que pioram após as refeições ou durante períodos de estresse emocional.

Flavia diz que a síndrome do intestino irritável não tem cura, no entanto, os sintomas podem ser gerenciados com uma variedade de abordagens para melhorar a qualidade de vida das pessoas afetadas pela condição. "É importante consultar um médico para obter um plano de tratamento personalizado com base nos sintomas individuais e nas necessidades de cada paciente", orienta.

Formas mais comuns de tratamentos para a síndrome do intestino irritável

Modificação da dieta: certos alimentos podem desencadear ou piorar os sintomas em algumas pessoas. Um médico ou nutricionista pode recomendar a identificação e eliminação que causa esse problema, como alimentos ricos em fibras insolúveis, produtos lácteos, alimentos picantes ou com alto teor de gordura.

Medicações: os sintomas podem ser aliviados com antiespasmódicos, medicamentos para constipação e dor, terapia cognitivo-comportamental e biofeedback (permite a medição da contração da musculatura, sendo possível ajudar o paciente na correção do movimento no instante da evacuação). Técnicas de relaxamento também ajudam a reduzir o estresse e a ansiedade.

Exercícios físicos: a prática regular melhora a função intestinal, reduz o estresse e contribui para o controle dos sintomas.

Terapias alternativas: algumas pessoas encontram alívio dos sintomas na acupuntura, hipnose ou suplementação com probióticos, vitaminas, minerais e antioxidantes.

Câncer de colorretal

Cohen ressalta que a síndrome do intestino irritável não está associada a um aumento do risco desse tumor. Contudo, alterações nos hábitos intestinais ou presença de sangue nas fezes podem ser semelhantes aos sintomas de condições mais graves, incluindo câncer colorretal. "É essencial que qualquer pessoa com sintomas gastrointestinais persistentes ou alarmantes consulte um médico para uma avaliação completa e adequada", alerta.

Alimentação

Flavia lembra que a restrição varia de um indivíduo para outro. Entretanto, ela destaca a importância da consulta, seja com o médico e/ou nutricionista, para obter orientações personalizadas sobre a adaptação da dieta para melhor gerenciar os sintomas. A seguir, a profissional comenta alguns alimentos que podem ser prejudiciais.

Ricos em gordura: carnes gordurosas, frituras, processados e laticínios integrais.

Ricos em fibras insolúveis: farelo de trigo, grãos e produtos integrais, alguns vegetais crus podem ser difíceis de digerir para algumas pessoas que têm o problema.

Fodmaps: são carboidratos fermentáveis encontrados em certos alimentos, como cebola, alho, trigo, maçã e pêssego. Eles podem desencadear sintomas em algumas pessoas com a síndrome do intestino irritável, especialmente se houver predominância de distensão abdominal e gases.

Laticínios: alguns produtos lácteos, como leite e queijo, podem provocar sintomas devido à lactose (açúcar do leite) ou devido à presença de gordura.

Cafeína: café, chá e refrigerante podem estimular o intestino e causar desconforto gastrointestinal em algumas pessoas com a síndrome do intestino irritável.

Picantes ou condimentados: alimentos temperados com pimenta, curry, molhos picantes e condimentos podem irritar o trato gastrointestinal e causar sintomas em algumas pessoas que sofrem com a condição .

Álcool: pode irritar o revestimento do intestino e piorar os sintomas, como dor abdominal e diarreia.

Mais Novela
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade