PUBLICIDADE

Qual a hora certa de procurar um geriatra? Spoiler: não precisa esperar os 60 anos

Saiba quando e por que fazer acompanhamento especializado em pacientes idosos

26 nov 2023 - 05h00
Compartilhar
Exibir comentários
Imagem meramente ilustrativa de uma consulta médica
Imagem meramente ilustrativa de uma consulta médica
Foto: monkeybusinessimages / iStock

Envelhecer é o processo natural da vida, mas atravessar essa fase com saúde exige alguns cuidados. Acompanhamento médico periódico e especializado, por exemplo, se torna ainda mais importante.

O ideal é que pacientes idosos sejam acompanhados por um médico geriatra, especialidade dedicada aos cuidados desse público. Trata-se de profissionais atentos a doenças que acometem os mais velhos, voltados a promover saúde e prevenir enfermidades. Além disso, o geriatra orienta familiares e cuidadores em suas necessidades especiais.

Assim, quando iniciar as consultas periódicas ao geriatra? Para o médico Gabriel Oliveira, professor de Medicina da Universidade Anhembi Morumbi/Inspirali, não há uma idade específica.

"No Brasil, idoso é considerado aquele com idade cronológica de 60 anos ou mais. Todavia, pode-se procurar o geriatra bem antes disso para controle de doenças e prevenção, conforme o desejo do paciente", aconselha.

Frequência de consultas

Segundo Oliveira, também não há uma frequência exata de consultas para todos os casos. Depende muito do histórico e condição clínica de cada paciente.

"Para idosos saudáveis, recomendam-se visitas semestrais ou até mesmo anuais, enquanto pessoas que estejam em algum grupo de risco podem ser assistidas a cada três meses, ou antes, conforme o caso clínico em questão. A frequência exata deve ser combinada pelo médico em conjunto com o idoso e/ ou seu acompanhante", indica o geriatra.

Doenças tratadas pela especialidade

Oliveira ressalta que o geriatra está apto a tratar de doenças cardiovasculares, metabólicas, osteomusculares, neuropsiquiátricas e até funcionais.

Onda de calor: veja dicas para dormir com conforto em dias de temperatura alta Onda de calor: veja dicas para dormir com conforto em dias de temperatura alta

Vida saudável

A saúde na velhice depende também do estilo de vida adotado na juventude e fase adulta. Por isso, o especialista reforça a necessidade se adotar hábitos saudáveis, como manter uma alimentação equilibrada, praticar exercícios físicos regularmente, não exagerar na bebida e evitar o tabagismo, entre outras atitudes.

Fonte: Redação Terra Você
Compartilhar
Publicidade
Publicidade