PUBLICIDADE

Qdenga: tire as principais dúvidas sobre essa vacina da dengue

Saiba como funciona, efeitos colaterais e as contraindicações do imunizante

17 mai 2024 - 19h27
(atualizado em 18/5/2024 às 16h21)
Compartilhar
Exibir comentários

A vacina Qdenga (TAK-003) foi desenvolvida pelo laboratório japonês Takeda Pharma para a prevenção da dengue. Ela é considerada um imunizante tetravalente, uma vez que protege contra os quatro sorotipos do vírus da doença: DENV-1, DENV-2, DENV-3 e DENV-4.

Saiba mais sobre a vacina Qdenga |
Saiba mais sobre a vacina Qdenga |
Foto: peoplecreations/Freepik / Boa Forma

"A Qdenga utiliza uma versão enfraquecida do sorotipo DENV-2 como base e incorpora material genético dos outros três sorotipos, resultando em uma vacina capaz de estimular uma resposta imunológica abrangente para todos os sorotipos", explica a Profa. Dra. Lizandra Guidi Magalhães, biomédica e professora na Universidade de Franca (UNIFRAN).

Como a Qdenga funciona?

Quando a vacina é administrada com os vírus atenuados, ela estimula o sistema imunológico a reconhecer e a responder contra os patógenos de um jeito controlado e seguro, ou seja, sem causar a doença.

"O sistema imunológico responde à vacina produzindo anticorpos específicos contra os quatro sorotipos do vírus da dengue. Esses anticorpos ajudam a proteger o indivíduo contra infecções futuras pelo vírus da dengue, neutralizando-o antes que ele possa se manifestar no organismo", detalha a profissional.

Para garantir a eficácia da vacina Qdenga, é preciso tomar duas doses, com um intervalo de três meses entre elas.

Quem pode tomar?

A Qdenga é liberada para pessoas de 4 a 60 anos e, no Brasil, e está disponível no SUS e nas clínicas particulares. " Não há comprovação de segurança fora dessa faixa etária", alerta a  Dra. Clarissa Madruga, infectologista e professora do curso de Medicina do Centro Universitário de João Pessoa. Ela pode ser administrada tanto em pessoas que já pegaram dengue quanto naquelas que nunca foram infectadas.

Quais as contraindicações?

É importante lembrar que existem algumas contraindicações para esse imunizante. "Pessoas que têm alergia a qualquer componente da vacina não devem tomá-la, assim como gestantes. Ainda não existem dados suficientes sobre a segurança da vacina em mulheres grávidas e nem muitas informações sobre o potencial impacto no desenvolvimento fetal", diz a biomédica.

"Indivíduos com sistemas imunológicos comprometidos devido a condições médicas ou uso de medicamentos imunossupressores também pode não ser elegíveis para a vacinação com a Qdenga", completa ela.

Quais os efeitos colaterais?

Assim como outras vacinas, a Qdenga pode provocar alguns efeitos colaterais, que geralmente não são graves e melhorando rapidamente. A Dra. Clarissa lista os principais:

  • Dor no local da injeção;
  • Mal-estar geral;
  • Fraqueza;
  • Sonolência;
  • Febre;
  • Diminuição do apetite.

"Reações graves como anafilaxia e choque não foram registradas", garante a infectologista.

Boa Forma
Compartilhar
Publicidade
Publicidade