PUBLICIDADE

Por que o cabelo cai mais no outono? Especialistas explicam

Hábitos como tomar banhos muito quentes e ficar muito tempo sem lavar os fios podem prejudicar a saúde capilar. Saiba mais!

7 jun 2024 - 19h12
(atualizado em 10/6/2024 às 14h15)
Compartilhar
Exibir comentários

Você já escutou por aí que o cabelo cai mais no outono? Será que essa afirmação realmente faz sentido ou ela não passa de um mito? Na verdade, de acordo com especialistas, existem sim alguns fatores que podem contribuir para a piora da perda dos fios durante as estações mais frias. Para entender, continue a leitura!

É verdade que o cabelo cai mais no outono? |
É verdade que o cabelo cai mais no outono? |
Foto: freepik/Freepik / Boa Forma

Cabelo cai mais no outono?

A Dra. Luciana Passoni, especialista em cuidados com os cabelos e transplante capilar e CEO da Passoni Clinic, revela que há estudos que mostram como a variação de temperatura afeta a saúde do couro cabeludo, uma das áreas mais sensíveis do nosso corpo.

"Há pesquisas que indicam que a quantidade de cabelos em fase telógena (fase de repouso) pode aumentar no outono, levando a uma queda maior. Esse fenômeno é conhecido como eflúvio telógeno sazonal. Não é um efeito uniforme e pode variar entre os indivíduos", explica o Dr. Lucas Miranda, dermatologista e fundador da Clínica Lucas Miranda.

A diminuição da incidência de luz solar também pode impactar as madeixas. "A luz solar é essencial para a síntese de vitamina D, que é importante para a saúde geral, incluindo a saúde dos cabelos, uma vez que ela desempenha um papel na cicatrização e crescimento dos folículos capilares", esclarece o médico.

No entanto, é necessário lembrar que a exposição excessiva ao sol pode trazer sérios danos à saúde capilar, provocando o ressecamento e a perda de proteínas.

Além disso, em momentos de baixas temperaturas, certos hábitos comuns podem favorecer a queda capilar. "No frio, tomamos banhos mais quentes, e isso pode aumentar a quantidade de sebo, propiciando caspa e coceira, o que pode desencadear uma queda maior", fala a Dra. Letícia Ambrosano, especialista em cabelo e transplante capilar.

"Também costumamos ficar mais tempo dentro de casa e com roupas que cobrem nosso corpo, diminuindo a absorção de vitamina D, e passar longos períodos sem lavar os fios, o que provoca o acúmulo de sujeira e afeta o crescimento capilar saudável", completa ela.

Como diferenciar a queda de cabelo sazonal de outros problemas?

Geralmente, a queda de cabelo sazonal é autolimitada e difusa, não resultado em calvície e formação de áreas de alopecia.

"Na maioria dos casos de sazonalidade, o cabelo cai de forma mais uniforme, sem áreas específicas de perda intensa, e também não há o afinamento progressivo dos fios", diz a Dra. Luciana.

Condições mais sérias causam falhas no couro cabeludo e podem exigir até mesmo de medicações e procedimentos para serem tratadas.

"Um quadro como o de alopecia androgenética precisa de um diagnóstico médico, é prolongado e se manifesta em qualquer época do ano", compara a Dra. Letícia.

Ao notar um aumento na queda de cabelo, a  Dra. Tamara Tavares, dermatologista, orienta passar em uma consulta com um especialista. "É indispensável avaliar fatores nutricionais, desequilíbrios hormonais, doenças endócrinas, doenças autoimunes e o estado emocional do paciente", destaca ela.

Dicas para cuidar do cabelo no outono

Aqui vão algumas dicas dos especialistas para cuidar dos cabelos durante o outono:

  • Mantenha uma dieta equilibrada, rica em vitaminas e minerais;
  • Proteja os cabelos de mudanças bruscas de temperatura;
  • Não exagere nas ferramentas de calor e, se for utilizá-las, aplique o protetor térmico;
  • Não fique muito tempo sem lavar os fios;
  • Opte pela água morna para lavar os cabelos;
  • Utilize produtos ideais para as necessidades do seu tipo de cabelo;
  • Beba bastante água;
  • Aposte nos óleos capilares para nutrir e dar brilho.
Boa Forma
Compartilhar
Publicidade
Publicidade