0

Pinhão é uma ótima fonte de energia

11 jul 2019
07h14
  • separator
  • comentários

Muito associado ao frio, o pinhão tem um sabor característico. Assado, cozido ou como ingredientes de pratos típicos, ele é muito consumido principalmente na região sul do País. Aliás, essa semente oferece benefícios para a saúde. Entretanto, exige moderação para evitar posteriormente brigas com a balança.

Isso ocorre porque o pinhão é rico em calorias. Cada 100 gramas de pinhão cozido têm aproximadamente 160 calorias, além de cerca de 33 gramas de carboidratos de baixo índice glicêmico. Dessa forma, ele é um excelente alimento para ser consumido antes da atividade física, garantindo assim boa fonte de energia.

Prevenção

A semente também é ótima fonte de fibras, ajudando assim no bom funcionamento do sistema intestinal. E por falar em saúde, a grande quantidade de potássio existente no pinhão ajuda a controlar a pressão arterial.

Já os ácidos graxos linoleico e oleico encontrados no pinhão ajudam a reduzir o colesterol no sangue, beneficiando dessa forma o coração. A semente possui ainda outros minerais, como: Ferro, cobre, zinco, manganês, cálcio, magnésio, fósforo, enxofre e sódio, além de vitaminas C e do complexo B.

Origem

Designação genérica da semente de várias espécies de pinaceaes e araucariaceaes, o pinhão é formado dentro de uma pinha fechada, que abre com o tempo. Aqui no Brasil, o termo pinhão é designado para as sementes da Araucaria Angustifólia, árvore que cresce principalmente na região sul e em algumas partes do sudeste do Brasil.

Ele é consumido tradicionalmente durante o outono e o inverno. Além de assado ou cozido, o pinhão também é ingrediente de alguns pratos, como frango ensopado, sopa e, até mesmo, doces.

Estadão
  • separator
  • comentários
publicidade