PUBLICIDADE

Ômega 3: benefícios e como utilizar

Entenda para o que serve o ômega 3, quais são seus benefícios e como utilizá-lo no dia a dia

20 jun 2024 - 13h50
(atualizado em 25/6/2024 às 18h20)
Compartilhar
Exibir comentários
Ômega 3 pode contribuir para a saúde do coração, melhorar a função cerebral, reduzir a inflamação e até mesmo ajudar na saúde mental
Ômega 3 pode contribuir para a saúde do coração, melhorar a função cerebral, reduzir a inflamação e até mesmo ajudar na saúde mental
Foto: Getty Images

O ômega 3 é um nutriente essencial que tem ganhado cada vez mais atenção por seus inúmeros benefícios à saúde. Estudos mostram que ele pode contribuir para a saúde do coração, melhorar a função cerebral, reduzir a inflamação e até mesmo ajudar na saúde mental. 

Para entender como esse nutriente funciona, o Terra Você conversou com a nutricionista Thays Pomini, que explica que o ômega 3 é um ácido-graxo poliinsaturado essencial. Ou seja, o nosso corpo não produz, a gente precisa obter através da dieta. 

Ômega 3 não é para todos; descubra quem pode tomar Ômega 3 não é para todos; descubra quem pode tomar

Para que serve o ômega 3?

O ômega 3 desempenha funções importantes, especialmente nas membranas celulares, sendo essencial para a sua integridade. Além disso, é crucial para a função cerebral e a visão, destacando-se o DHA (presente no ômega 3), um componente fundamental da retina e do cérebro. O DHA tem um papel importante no desenvolvimento neural e na função cognitiva. O ômega 3 também é precursor dos eicosanóides, moléculas que regulam a inflamação e a pressão arterial.

Benefícios do ômega 3

O ômega 3 oferece diversos benefícios, especialmente para a saúde cardiovascular. Ele está associado à redução dos níveis de triglicerídeos no sangue, o que consequentemente diminui a pressão arterial e o risco de arritmias. Além disso:

  • Ajuda a reduzir a inflamação e a formação de placas ateroscleróticas;
  • São componentes essenciais da retina; 
  • Pode melhorar os sintomas de depressão e ansiedade;
  • Pode aprimorar a função cognitiva e reduzir o risco de demências;
  • É essencial para o desenvolvimento cerebral e visual do bebê;
  • Ajuda a reduzir os sintomas da artrite reumatoide e outras inflamações nas articulações.

Como usar o ômega 3

De acordo com a nutricionista, a recomendação é suplementar pelo menos um grama de ômega 3 ao longo do dia, embora a quantidade exata dependa do objetivo. 

“Na hora de comprar ômega 3, é importante escolher produtos de qualidade, preferencialmente com selos de garantia que comprovem sua pureza. Além disso, optar por marcas que não causem refluxo ou sabor residual de peixe na boca é essencial”, indica a especialista.

Em caso de desconforto, a suplementação pode ser dividida em duas doses diárias. No entanto, é sempre importante ter acompanhamento médico para determinar a quantidade correta e as melhores indicações para cada caso.

8 alimentos ricos em ômega 3 para incluir na dieta 8 alimentos ricos em ômega 3 para incluir na dieta

Ômega 3 nos alimentos

O ômega 3 pode ser encontrado em diversos alimentos, sendo os peixes gordurosos, como salmão, sardinha, atum, cavala e arenque, algumas das melhores fontes. Além dos peixes, sementes de linhaça, chia e cânhamo são excelentes fontes vegetais de ALA, um tipo de ômega 3. Nozes e óleo de linhaça também são ricos em ômega 3. Alguns alimentos fortificados, como certos tipos de ovos, leite e iogurte, contêm adição de ômega 3. 

“A inclusão de ômega 3 é muito importante para boa saúde, porém, é difícil a população atingir apenas pela alimentação, por isso é muito comum a suplementação”, conclui a nutricionista

7 suplementos alimentares mais consumidos 7 suplementos alimentares mais consumidos

Fonte: Redação Terra Você
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade