PUBLICIDADE

Obesidade aumenta riscos de AVC; veja como prevenir

No Dia Mundial da Obesidade (04/03), neurocirurgião explica como a doença crônica sobrecarrega o sistema cardiovascular

4 mar 2024 - 19h01
(atualizado em 5/3/2024 às 15h46)
Compartilhar
Exibir comentários

O controle de peso é essencial para a saúde, uma vez que a obesidade e o excesso de gordura corporal eleva os riscos de uma série de doenças - principalmente aquelas que atingem o sistema cardiovascular, como o AVC.

Obesidade aumenta riscos de AVC; veja como prevenir
Obesidade aumenta riscos de AVC; veja como prevenir
Foto: Shutterstock / Saúde em Dia

De acordo com o neurocirurgião Dr. Victor Hugo Espíndola, essa sobrecarga que a obesidade promove na saúde vascular ocorre de diversas maneiras. 

"O excesso de peso aumenta a demanda metabólica, elevando a pressão arterial, sobrecarregando o coração e aumentando a resistência à insulina", explica o médico.

Conforme o especialista, a relação entre obesidade e AVC está ligada, principalmente, ao aumento do risco de hipertensão, diabetes e dislipidemia associados ao excesso de peso. 

"Esses fatores contribuem para a formação de placas nas artérias, aumentando as chances de um evento vascular cerebral", salienta o neurocirurgião.

Vale lembrar que, além do AVC, a obesidade está associada a doenças coronárias, insuficiência cardíaca, arritmias e agravamento de outras condições cardiovasculares. A razão é a inflamação crônica e desequilíbrios metabólicos do organismo.

Prevenção

No entanto, Victor Hugo destaca que a obesidade é um fator de risco modificável. "O tratamento precoce e a manutenção de hábitos saudáveis não apenas reduzem o risco de AVC, mas também melhoram a saúde cardiovascular global e a qualidade de vida", destaca o especialista.

Segundo o médico, a prevenção envolve a adoção de um estilo de vida saudável. Isso inclui dieta equilibrada, atividade física regular, controle do peso, monitoramento da pressão arterial e glicose.

 "A abordagem multidisciplinar, com acompanhamento médico e nutricional, é crucial", finaliza.

Saúde em Dia
Compartilhar
Publicidade
Publicidade