PUBLICIDADE

Mounjaro emagrece mesmo? E os colaterais? 4 dúvidas comuns

Outro fármaco que ajuda quem quer emagrecer

8 jul 2024 - 14h00
(atualizado às 21h10)
Compartilhar
Exibir comentários

"Primo-irmão" do Ozempic (semaglutida), o medicamento estadunidense Mounjaro virou trend nas redes sociais após celebridades relatarem o uso para o emagrecimento rápido. Dessa forma, o professor de Enfermagem do CEUB (Centro Universitário de Brasília) Dr. Danilo Avelar vai responder as quatro principais dúvidas sobre Mounjaro.

Dúvidas sobre monjauro
Dúvidas sobre monjauro
Foto: Shutterstock / Sport Life

As quatro principais dúvidas sobre Mounjaro

Qual é o principal mecanismo de ação do Mounjaro? Emagrece?

"Atua como um análogo do GLP-1 (Peptídeo semelhante ao glucagon) e GIP (Polipeptídeo insulinotrópico dependente de glicose). Esses hormônios são responsáveis por estimular receptores que aumentam a produção de insulina em resposta à glicose. Além disso, o medicamento retarda o esvaziamento gástrico, prolongando a sensação de saciedade e contribuindo para o controle glicêmico", disse.

Como contribui para uma melhor adesão ao tratamento pelos pacientes?

"O Mounjaro tem administração por via subcutânea, geralmente em uma dose inicial baixa, ajustada conforme a resposta do paciente ao tratamento. Esse regime de administração oferece conveniência e flexibilidade aos pacientes, o que pode melhorar significativamente a adesão ao tratamento", comentou.

Quais efeitos colaterais comuns e como gerenciar?

"Os efeitos colaterais mais frequentes incluem distúrbios gastrointestinais, como náuseas, vômitos, diarreia e desconforto abdominal. Além disso, esses sintomas podem ser gerenciados com ajustes na dieta, como aumento na ingestão de fibras e líquidos, além de orientação médica para minimizar o impacto dos efeitos adversos", respondeu.

Existem precauções específicas?

"É importante que os pacientes compreendam os potenciais efeitos colaterais do Mounjaro, como distúrbios gastrointestinais e mudanças na pressão arterial. O uso do medicamento deve ter acompanhamento de profissionais de saúde, especialmente no ajuste da dosagem inicial e na monitorização contínua dos efeitos terapêuticos e adversos", encerrou Danilo Avelar.

Sport Life
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade