PUBLICIDADE

Grávida do 3º filho, Virgínia diz que sua barriga cresceu mais rápido; isso realmente acontece?

É possível que a barriga cresça mais rápido depois da primeira gravidez? Médica diz que sim e explica os motivos

16 fev 2024 - 12h23
(atualizado às 12h24)
Compartilhar
Exibir comentários
Virgínia Fonseca mostra o crescimento da sua barriga ao longo das primeiras semanas da sua terceira gestação
Virgínia Fonseca mostra o crescimento da sua barriga ao longo das primeiras semanas da sua terceira gestação
Foto: Reprodução/Instagram/@virginia

No dia 17 de janeiro, a influenciadora Vírginia Fonseca, de 24 anos, surpreendeu seus seguidores com uma novidade. Ela anunciou sua terceira gravidez. O bebê é mais um fruto do casamento dela com o cantor Zé Felipe, filho do sertanejo Leonardo.

"Agora somos 5! Ainda estamos em êxtase com essa notícia, nos pegou de surpresa e estamos muito, muito felizes! Obrigada Deus pela dádiva de sermos pais pela terceira vez, 2024 começou com TUDO! Só peço a Deus que nosso neném venha com MUITA saúde, porque amor vai ter de sobra!"

Virginia, que já é mãe de Maria Alice, de dois anos, e Maria Flor, de um ano, está compartilhando o dia a dia da nova descoberta. Na última quinta (15), ela fez uma nova revelação nos stories.

"Na gestação da Maria Alice, a barriga demorou horrores para aparecer. Já na da Flor, apareceu mais rápido que da Maria Alice. Essa... a cada dia que passa, está maior muito rápido." Virgínia ainda não sabe se o bebê é um menino ou uma menina.

É mesmo possível que a barriga cresça mais rápido depois da segunda gestação? De acordo com a Dra. Mariana Rosário, ginecologista, obstetra e mastologista do hospital Albert Einstein, essa afirmação é verdadeira e tem uma explicação. 

Virginia e Zé Felipe já são pais de Maria Alice (2) e Maria Flor (1)
Virginia e Zé Felipe já são pais de Maria Alice (2) e Maria Flor (1)
Foto: Reprodução/Instagram/@virginia

"Depois da primeira gestação acontece uma distensão maior do músculo reto abdominal, que é o músculo que fica na nossa barriga e segura toda a gravidez. Por isso, a partir da segunda gestação para frente, como ele já teve essa distensão toda e voltou, é muito mais fácil que haja essa distensão mais rápida da barriga."

Apesar da barriga da influenciadora estar crescendo mais nesta gestação, ela ainda continua bem pequena. Isso acontece, segundo a Dra. Mariana porque Virginia não estava acima do peso e tinha uma vida bastante regrada com relação a prática de atividade física e alimentação. 

"Quando a paciente que já está acima do peso antes de engravidar engravida, ela já terá uma barriga mais proeminente. Então qualquer distensãozinha que tenha no abdômen, ela pode sentir com mais facilidade do que uma paciente que esteja mais magra. Geralmente o útero sai para fora da pelve, da bacia, depois de 12, 13 semanas", conta a obstetra do hospital Albert Einstein.

Além da extensão prévia da barriga, outros fatores podem influenciar no tamanho dela, como por exemplo, o peso do bebê, a quantidade de liquido amniótico e se gestação será gemelar ou tri-gemelar.

Se a influenciadora seguir da mesma forma, com exercícios e alimentação regrada, como fez nas outras duas gestações, a barriga não deve crescer muito, mas isso não é motivo para preocupação.  

"Às vezes, a barriga pode não estar evidente devido à musculatura forte, uma cirurgia plástica anterior ou outra condição, e ainda assim o bebê estar bem. Para ter certeza é necessário acompanhamento por meio de ultrassom para avaliar o peso, a quantidade de líquido e verificar todos os aspectos", finaliza a médica.

Fonte: Redação Terra Você
Compartilhar
Publicidade
Publicidade