PUBLICIDADE

Especialista explica relação entre apneia e bruxismo

Pacientes com apneia têm maior chance de apresentar bruxismo. Entenda como e por que isso acontece, além dos sinais de alerta

8 jul 2024 - 15h59
Compartilhar
Exibir comentários

São diversos os distúrbios do sono que podem atrapalhar o descanso noturno. A apneia é um dos problemas mais comuns, e atinge quase 1 bilhão de indivíduos em todo o mundo, apontou um estudo publicado na revista The Lancet em 2019. O bruxismo, outro distúrbio do sono, não fica para trás. Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), a condição acomete 30% das pessoas do planeta. 

Especialista explica relação entre apneia e bruxismo
Especialista explica relação entre apneia e bruxismo
Foto: Shutterstock / Saúde em Dia

A apneia é um distúrbio em que a respiração é interrompida repetidamente durante o sono de forma inconsciente. Isso ocorre quando as vias aéreas superiores ficam bloqueadas, gerando pausas na respiração que podem afetar a qualidade do sono. 

Já o bruxismo é o transtorno em que a pessoa aperta, desliza ou bate os dentes, principalmente durante o sono. Acontece de modo involuntário, e geralmente causa dor de cabeça, desgaste dos dentes e doenças bucais. E, de acordo com a cirurgiã-dentista Andréa Melo, ambas as condições têm uma relação íntima.

A relação entre apneia do sono e bruxismo

Conforme a especialista, as duas condições podem afetar um paciente de forma simultânea. "A apneia do sono e o bruxismo têm uma relação complexa, pois ambos afetam o sono e podem ocorrer simultaneamente em pacientes", explica. 

Isso porque toda vez que o paciente apneico faz um evento de obstrução (parada respiratória), existe um bruxismo secundário como consequência da alta carga de adrenalina liberada para acelerar o coração. "Chamamos esse evento de bruxismo secundário, pois o fator causal inicial é a apnéia", aponta Andréa.

"As duas condições são disruptivas durante o repouso: a apneia causa interrupções na respiração devido ao fechamento das vias aéreas, enquanto o bruxismo envolve o ranger dos dentes, afetando o sono e podendo gerar desgastes nos dentes, fraturas e outras consequências orais".

Segundo a cirurgiã-dentista, ambos os distúrbios causam um sono fragmentado, cansaço diurno e impactos na saúde bucal e geral. Por isso, é fundamental buscar ajuda médica especializada para tratar os problemas.

Saúde em Dia
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade