0

Entrevista: Pai de repatriado fala da emoção pela volta do filho; veja os vídeos

Mesmo sem poder ver o filho pelos próximos 18 dias, José Neves de Siqueira Junior, pai de Vitor Campos Neves Siqueira, 28 anos, saiu de Belo Horizonte e foi para Anápolis acompanhar a chegada do voo de Wuhan

8 fev 2020
23h08
atualizado às 23h38
  • separator
  • 0
  • comentários

José Neves de Siqueira Júnior, pai de Vitor Campos Neves Siqueira, 28 anos,saiu de Belo Horizonte, para acompanhar o retorno do filho em Anápolis (GO). Siqueira Júnior sabe que não poderá ver Vitor pelos próximos 18 dias, por causa da quarentena. Ainda assim, vai permanecer na cidade. "É bom saber que estarei a 500 metros dele, e não do outro lado do mundo", diz.

Em entrevista ao Estado, o pai narra o desespero por imaginar que poderia perder o filho, a angústia pela espera de notícias e a mobilização que os familiares fizeram no Brasil junto ao governo, para que resgatassem seus parentes de Wuhan, na China.

VEJA O VÍDEO:

1ª Parte

2ª Parte

3ª Parte

4ª Parte

Além dos 31 resgatados em Wuhan (dentre eles, estão crianças de 1, 2, 3, 7 e 12 anos), outras 27 pessoas que compõem a tripulação, médicos e equipe de comunicação também deverão ficar em quarentena por 18 dias como medida de prevenção à infecção do novo coronavírus. Três vezes ao dia, cada pessoa terá de passar por exames médicos, a fim de verificar sinais vitais e demais sintomas que possam surgir.

O protocolo determina que, caso uma pessoa apresente qualquer tipo de comportamento que indique a manifestação do vírus, ela será imediatamente levada para o Hospital das Forças Armadas, em Brasília, a 140 km de Anápolis.

Na base militar, cada quarto tem seu usuário definido. Naqueles que receberão famílias com crianças, foram colocados berços, um azul, outro rosa, com um presente embrulhado para cada um.

Uma brinquedoteca foi montada para entreter os pequenos. Na área de alimentação, os repatriados servirão a própria comida. Não haverá garçons.

Uma área verde também ficará acessível para que os 31 brasileiros possam circular e tomar sol. A tentativa foi transformar a quarentena no melhor ambiente possível.Todos poderão circular por uma área externa e delimitada do prédio da base aérea, mas terão de usar máscaras cirúrgicas nesses momentos. A refeição será levada para o local e colocada em recipientes, para que todos se sirvam.

Concluída a quarentena de 18 dias sem nenhum tipo de reação suspeita, os repatriados e a tripulação acompanhante serão liberados para irem para suas casas.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade