0

Campanha de vacinação contra sarampo para jovens de 20 a 29 anos termina hoje

Postos de saúde de todo o Estado de São Paulo estarão abertos até as 17 horas; doença é contagiosa e pode matar

30 nov 2019
13h02
  • separator
  • 0
  • comentários

SÃO PAULO - A campanha de vacinação contra o sarampo com foco em jovens de 20 a 29 anos termina neste sábado, 30, quando é realizado do dia D de imunização contra a doença, que é altamente contagiosa e pode matar. Postos de saúde de todo o Estado de São Paulo estarão abertos até as 17 horas.

Segundo o Ministério da Saúde, o objetivo é que essa população tome duas doses da vacina tríplice viral, que protege contra caxumba, rubéola e sarampo, com intervalo mínimo de 30 dias.

No Estado de São Paulo, segundo boletim do último dia 27, 12.727 pessoas contraíram a doença e 14 morreram. Desses casos, 9.691 foram confirmados laboratorialmente. Os demais tiveram confirmação com base nos sintomas e na avaliação médica. A capital, até o dia 21, registrou 7.032 casos de sarampo e cinco mortes.

Entre junho e agosto, foi realizada na capital uma campanha focada em jovens de 15 a 29 anos, que foi ampliada para outras cidades da Grande São Paulo e atingiu 14 municípios.

Entre os dias 7 e 25 de outubro, quando ocorreu a primeira etapa da atual campanha, 400 mil crianças na faixa de 6 meses a menores de cinco anos de idade foram imunizadas. Essa faixa etária é a mais vulnerável às complicações da doença, que incluem pneumonia e cegueira. Seis bebês com menos de um ano morreram em decorrência do sarampo neste ano.

Segundo o Ministério da Saúde, outras três etapas da campanha de vacinação contra o sarampo ocorrerão em 2020. A meta é vacinar 2,6 milhões de crianças na faixa prioritária e 13,6 milhões de adultos. No próximo ano (ainda sem data definida), deverão ser contempladas pessoas de 5 a 19 anos, de 30 a 49 anos e de 50 a 59 anos.

A vacina é contraindicada para bebês com menos de seis meses, grávidas, imunodeprimidos e pessoas alérgicas a um tipo de proteína presente no leite de vaca. Para proteger as crianças dessa idade, os pais devem evitar que elas frequentem aglomerações e manter higienização e ventilação adequadas. Quem tem alergia à proteína lactoalbumina (presente no leite de vaca) recebe a dose feita sem o componente.

Entenda o sarampo

O sarampo é uma doença grave e que pode levar à morte, mas pode ser evitada pela vacina tríplice viral, que protege contra sarampo, rubéola e caxumba. Ela integra o Programa Nacional de Imunizações (PNI) e é aplicada aos 12 meses, com reforço aos 15 meses com a tetraviral (sarampo, rubéola, caxumba e varicela).

Até os 29 anos, a recomendação é tomar duas doses do imunizante. Entre 30 e 59 anos, a pessoa deve ser vacinada uma vez. Para quem não sabe se já tomou o número adequado de doses da vacina, a orientação é se vacinar.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade