PUBLICIDADE

Açúcar é o único motivo para o diabetes aparecer? entenda

Endocrinologista explica os sintomas da doença e como controlar

13 ago 2021 10h52
ver comentários
Publicidade
Açúcar é o único motivo para o diabetes aparecer? entenda
Açúcar é o único motivo para o diabetes aparecer? entenda
Foto: Shutterstock / Saúde em Dia

O diabetes é uma doença metabólica crônica, cujas principais características são o aumento de açúcar no sangue, mau funcionamento do pâncreas, hábitos alimentares ruins e um estilo de vida sedentário que contribuem para o surgimento da doença.

Segundo o Dr. José Marcelo Natividade, endocrinologista, metabologista e pós-graduado em nutrologia, "essa doença dá origem por motivos que vão além do açúcar, pois pode se desenvolver pelo excesso de estresse/emocional, e claro, alimentos ricos em carboidratos, como o macarrão, arroz, batata, além de carnes processadas, que englobam, o bacon, salame, salsicha, linguiça, mortadela, salgadinhos de pacote e bebidas alcoólicas são prejudiciais para quem possui a doença".

Além disso, os sintomas do diabetes envolve, sede excessiva, emagrecimento rápido e sem motivo aparente, cansaço fora do comum, fome excessiva, câimbras, dores nas pernas, infecções nas regiões genitais, dificuldade de cicatrização, vontade de urinar com frequência, visão embaçada, formigamento de membros, náusea ou vômito, dificuldade de concentração, tontura e cansaço.

Os principais exames capazes de diagnosticar o diabetes são os testes de glicemia (glicose) em jejum, glicemia capilar (2 horas após a refeição), e o teste de hemoglobina glicada e o teste de tolerância à glicose (TOTG).

Para combater o diabetes é necessário mudar a rotina e incluir alimentos, como abacate, aveia, peixes de águas profundas e frias (sardinha, o salmão, o arenque, a cavala), iogurte sem gorduras, legumes, farinhas funcionais, linhaça e chia, batata yacon (rica em fibras solúveis com efeito prebiótico e ter uma ação antioxidante).

Vale ressaltar que é fundamental prestar atenção na alimentação/quantidade que se come, diminuir o álcool e açúcar, descobrir alguma atividade física que interesse mais para criar hábitos saudáveis e reduzir o estresse com o objetivo de controlar a doença e até mesmo prevenir o desenvolvimento dela.

Fonte: Dr. José Marcelo Natividade, endocrinologista, metabologista, pós-graduado em nutrologia

Saúde em Dia
Publicidade
Publicidade