PUBLICIDADE

Fim de ano: saiba como economizar na ceia e nos presentes

Educadora financeira dá dicas para não estourar o orçamento e evitar as dívidas com as festividades de fim de ano

6 dez 2023 - 15h01
(atualizado às 18h48)
Compartilhar
Exibir comentários

Um levantamento da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) indica que o fim de ano de 2023 será melhor para o comércio, com aumento de 5,6% nas vendas, maior apenas do que a taxa de crescimento de 2013, quando as vendas aumentaram 4,9%. 

As festas de fim de ano podem levar a gastos excessivos -
As festas de fim de ano podem levar a gastos excessivos -
Foto: Shutterstock / Alto Astral

Com o mercado aquecido, muitos brasileiros devem ir às tradicionais compras de fim de ano. No entanto, a educadora financeira Aline Soaper lembra que é preciso cautela para não acumular dívidas e conseguir organizar as finanças pessoais para o próximo ano. 

"O final de ano traz o impulso de gastar mais com presentes, festas e até renovar utensílios domésticos. Mas no mês seguinte teremos as contas para pagar, por isso o planejamento é essencial. Se deixar levar pelo impulso pode trazer problemas que vão se arrastar por todo o ano", adverte a idealizadora do Instituto Soaper.

De acordo com Aline, mesmo o cenário sendo favorável, é importante se planejar para evitar gastos excessivos com as compras para as festas de fim de ano. Abaixo, a educadora financeira dá dicas para economizar na ceia do Ano Novo e nos presentes de Natal. Confira! 

1. Adapte o orçamento à sua realidade 

Para ter uma mesa farta nas festas de fim de ano sem gastar muito, procure adaptar o orçamento à sua realidade atual. "No caso das nozes, amêndoas e avelãs, o ideal é trocar por frutas da estação, porque mesmo que estejam mais caras é possível economizar. No caso do peru de Natal, a tradição pode ter um substituto à altura, como o tradicional frango", indica.

2. Produtos nacionais

Nas festas de fim de ano, muitas pessoas costumam consumir produtos importados como um bom vinho para comemorar. Mas, como o dólar continua alto, o ideal é apostar nos vinhos nacionais, que têm preços melhores, para economizar. 

"A maioria dos produtos da ceia de Natal são importados e, com o dólar na faixa de 5 reais, é natural que esses itens estejam mais caros. Para driblar esse aumento, dê preferência aos produtos nacionais, comprando sempre com antecedência para aproveitar os melhores preços", orienta Aline. 

3. Faça o planejamento do orçamento

Tanto na hora da ceia quanto na escolha dos presentes de Natal, o indicado é fazer um planejamento financeiro, ou seja, avaliar quanto é possível gastar com cada item. Na busca por agradar tudo e a todos, muitas famílias acabam fazendo novas dívidas. Por isso, na hora de ir às compras, tenha sempre uma lista em mãos.

"Não adianta você querer dar presente para todos sem ter dinheiro disponível para isso. Então, liste as pessoas mais importantes para presentear. Se você tem R$200 e quer presentear 20 pessoas, é preciso saber que o teto de gastos para cada uma delas será de R$10. É preciso adaptar o orçamento para cada realidade", diz.

4. Pesquise os preços

Ao comprar qualquer item, a pesquisa de preços é essencial. Segundo a educadora financeira, nessa hora, o ideal é avaliar os preços nas lojas físicas e online, que costumam ter promoções diferenciadas. 

"Afinal, é normal encontrar o mesmo item mais barato no site do que na própria loja. Isso acontece porque as empresas têm menos custos com as operações online e podem oferecer descontos mais atrativos", explica Aline. 

5. Cartão presente

A última dica para economizar nos presentes de Natal deste ano vai para aqueles que têm dúvidas sobre o que dar e medo de gastar com algo que não será usado pela pessoa a qual deseja presentear. 

Neste caso, uma possibilidade é investir nos cartões de presentes. "Basta colocar o valor que você reservou, carregar o cartão da loja escolhida e presentear quem você deseja", conclui a especialista.

Alto Astral
Compartilhar
Publicidade
Publicidade