PUBLICIDADE

'Encanto': 4 curiosidade que estão por trás da nova animação da Disney

O head de animação Renato dos Anjos revela que foi preciso montar um time de mais de 100 pessoas para dar vida a Mirabel e a família Madrigal.

1 dez 2021 18h18
ver comentários
Publicidade

Para a felicidade dos pequenos que estavam aguardando uma oportunidade de ir ao cinema depois de meses sem poder frequentar por conta da pandemia, 'Encanto' estreou no Brasil no dia 25 de novembro e tem feito sucesso pela história emocionante sobre o amor entre família. Só que, para além da bonita trama, a produção também chama atenção pelas curiosidades que ela guarda, como a quantidade de animadores que estão por trás dela e como que Mirabel foi construída com tanta complexidade e leveza ao mesmo tempo.

Poster-de-Encanto
Poster-de-Encanto
Foto: Disney/Divulgação / Bebe.com



Em um bate-papo exclusivo com o

Bebê.com.br

, descobrimos que um dos nomes responsáveis pelos personagens é Renato dos Anjos, head de animação de 'Encanto' e parte do time da Disney desde 2007, quando foi contratado para animar 'Bolt - Supercão'. Mais tarde, ele veio a comandar outros títulos famosos como 'WiFi Ralph: Quebrando a Internet' e 'Zootopia'.



Como ele mesmo explicou, a sua função dentro da construção da história com inspiração colombiana foi conseguir elaborar a personalidade e dar movimento à família Madrigal, especialmente à protagonista, quem se torna responsável por salvar a "casita" onde moram mesmo não tendo magia como seus outros familiares.



"Poder trabalhar nestes filmes é saber que eles não vão influenciar só as pessoas que vão assisti-los no cinema quando estrear. Mas também daqui a muito anos, quando eles farão com que pessoas se conectem com os personagens", reflete o head de animação. E para entendermos ainda mais como foi elaborar esta história, Renato revelou quatro segredos da produção. Acompanhe! <




1. Foi preciso mais estudo do que o público imagina


Trazer uma nova cultura às telinhas não é uma missão fácil e Renato viveu isso durante a animação de 'Encanto'.

Ele ficou na frente do projeto por dois anos

e, desde o início,

precisou passar por uma imersão do que é a Colômbia

. Foi necessário muito estudo, pesquisas locais, além de conversas constantes com o time de consultores da cultura do país para poder trazer a complexidade deste povo latino à trama, nos lembrando da importância do que é viver em comunidade.



O head de animação também revela que os produtores da história viajaram para o país em que se passa o filme, para que eles pudessem conhecer não só as pessoas, mas também a fauna, a flora, as cores e até mesmo as construções das moradias locais, já que 'Encanto' se passa dentro da casita tipicamente latina com ladrilhos, janelas de madeira e muitos tons vibrantes.






2. São mais de 100 animadores por trás do filme 


E se o cenário da história conquista nossos olhares atentos, não é diferente com os personagens. Eles trazem a magia das personalidades da Disney mas, mais do que isso, deixam mensagens importantes como o fato de que as pessoas são mais do que aparência.



Para que isso fosse possível, um

grande time com mais de 100 animadores se formou para dar vida a Mirabel

e os dez integrantes de sua família, só que o processo foi desafiador. "Uma parte do meu trabalho foi fazer com que todas as cenas, mesmo se estivessem 100 pessoas animando-as, ficassem uniformes", contou Renato. É com esse cuidado que a história fica coerente, tendo começo, meio e fim! < Que trabalheira!







3. Dar vida a Mirabel foi um verdadeiro desafio


Ser diferente está longe de ser um defeito e esse é um dos grandes ensinamentos que a protagonista da animação traz tanto para os pais quanto para os filhos. No entanto, conseguir desenhar a singularidade de Mirabel, mesmo ela não tendo a mesma magia dos outros familiares, exigiu um intenso esforço dos criadores.



Renato conta que o principal recurso utilizado foi fazer com que ela tivesse uma

postura diferente para cada pessoa com quem ela se relacionava

. Isso é visível quando assistimos à interação da protagonista com a sua mãe e depois com a sua abuela (avó), por exemplo. Nesta parte, o head de animação revela que lembrar como era o contato da sua própria família ajudou a fazer com que o processo ficasse mais próximo da realidade.



Com caras e bocas (e muita reação corporal) diante das emoções sentidas na história, Mirabel se destaca mesmo não tendo nenhum poder: "

A magia dela é a perseverança, junto com a personalidade sincera e cativante

", conta Renato.






4. Os dubladores são essenciais para criar os personagens


Quem pensa que os atores são necessários na construção dos personagens apenas em filmes reais, está enganado. O head de animação explica que os dubladores dos personagens são necessários para caracterizá-los, como foi o caso da atriz Stephanie Beatriz, quem interpreta a Mirabel.






Durante o processo de animação da protagonista, uma forma de enriquecê-la foi

combinar os traquejos que eram próprios da atriz com as qualidades que os produtores queriam

que fossem ressaltadas, como a mescla entre a autenticidade e determinação para ir atrás do que deseja, com a vulnerabilidade de ser quem realmente é. O tipo de complexidade que é importante mostrar para as crianças, né? <

Bebe.com
Publicidade
Publicidade