3 eventos ao vivo

Professor pula corda com aluno cadeirante no colo; assista

João Hoffmann dá aulas de educação física para Heitor, de sete anos, em uma escola pública de Taubaté, interior de São Paulo

7 nov 2019
16h46
atualizado às 17h32
  • separator
  • 0
  • comentários

O professor João Hoffmann vem recebendo muito elogios nas redes sociais desde a última sexta-feira, 1, quando publicou em sua página no Facebook um registro do que aconteceu em sua aula para a turma do segundo ano da Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Frei Arthur Salvatti, conhecida como Sítio 1, em Taubaté.

Professor carrega aluno cadeirante no colo enquanto os dois pulam corda
Professor carrega aluno cadeirante no colo enquanto os dois pulam corda
Foto: Facebook / @joaohoffmann.personal / Estadão Conteúdo

Ele relatou ter ouvido: "Tio, queria muito pular corda. Você pode pular comigo?". O autor do questionamento foi Heitor, de sete anos, seu aluno cadeirante. "Aquela intimada que é praticamente impossível de dizer não!", escreveu o professor na legenda do vídeo em que aparece pulando corda com o garoto no colo. O vídeo já conta com 900 mil visualizações e 19 mil compartilhamentos.

Hoffmann, professor de educação física na escola pública de Taubaté Sítio I, é elogiado nos mais de dois mil comentários em seu post. "Parabéns! Esse sorriso foi emocionante. Tenho certeza que você é e sempre será um professor inesquecível para seus alunos", comentou uma internauta.

"Ele dá show nas aulas no Vila I. Aproveito para parabenizar as outras duas professoras de ensino fundamental que são um exemplo de disposição, empenho e amor como esse João", destacou outra usuária, citando o colégio em que o professor dá aulas.

Em outro vídeo, também na conta de Hoffmann, o professor aparece brincando de pega-pega enquanto carrega Heitor nas costas. "Hoje resolvi utilizar uma abordagem diferente na inclusão desse carinha na aula", comentou.

Histórias de professores que serviram de exemplo

*Estagiário sob supervisão de Charlise Morais.

Veja também:

 

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade